Vasco

Vasco

sexta-feira, 29 de maio de 2015

CALENDÁRIO DA COLINA - 29 DE MAIO

Goleadas e conquista de canecos marcam a data 29 de maio. O "Almirante" bebeu um bom vinho português na data, comemorando tanto sucesso. Vamos ver?
  
VASCO 6 X 1 ANDARAHY foi goleada válida pelo Campeonato Carioca-1927, em um domingo, em São Januário.  Mas golear aquele adversário foi comum para os cruzmaltinos, durante o período em que se enfrentaram, entre 15 de abril de 1923 – 1 x 1, na Rua General Severiano – e 29 de dezembro de 1937 – Vasco 12 x 0, no estádio das Laranjeiras. Foram sete “traulitadas”, considerando-se marcadores acima de quatro tentos. Totalizando 23 confrontos, a galera vascaína comemorou 19 vitórias.

VASCO 7 X 3 UBERLÂNDIA é o maior placar vascaíno nos 29 de maio. Aconteceu,  amistosamente, na casa do adversário, em um domingo de 1940, na época em que a rapaziada era treinada por Flávio Costa. Ademir Menezes (2), Maneca (2), Heleno de Freitas (2) e Tuta “laçaram o marruá” da cidade que sempre teve muita admiração pelo Vasco. Tanto que já o convidou para 10 amistosos, dos quais foi bastido em cinco: 29.05.1949 –  7 x 3; 20.09.1959 – 1 x 0; 06.05.1962 –  5 x 0; 11.02.1958 –  2 x 1; 26.02.1978 –  3 x 1.

VASCO 6 X 1 LA CORUÑA foi de apagar o anfitrião. No 29 de maio de 1955, a turma saiu da Colina e foi sacanear o Deportivo La Coruña, na Espanha, mandando 6 x 1. Pinga pingou dois e Sabará mais dois nas redes. Alvinho, Parodi e Adésio também enfiaram o pé no filó. Por aquele tempo, o Vasco vivia uma entressafra, preparando o terreno para voltar a ser campeão, o que não rolava desde 1952, na última viagem do “Expresso da Vitória”. Mesclando veteranos de tantos títulos, com uma nova geração vencedora, o time que goleou os espanhóis, com Flávio Costa no comando, foi: Barbosa, Paulinho de Almeida e Bellini; Adésio (Ely do Amparo), Jophe e Dario; Sabará (Iedo), Maneca, Vavá (Alvinho), Parodi e Pinga.    

VASCO 6 X 1 ANDARAHY foi outra goleada nos 29 de maio. Esta valeu pelo Campeonato Carioca de 1927, em um domingo, em São Januário.  Golear este adversário foi comum para os cruzmaltinos, durante o período em que se enfrentaram, entre 15 de abril de 1923 – 1 x 1, na Rua General Severiano – e 29 de dezembro de 1937 – Vasco 12 x 0, no estádio das Laranjeiras. Foram sete “traulitadas”, considerando-se marcadores acima de quatro tentos. Totalizando 23 confrontos, a galera vascaína comemorou 19 vitórias.   

Botafogo e Fluminense foram dois grandes rivais cariocas ultrapassados pela velocidade cruzmaltina na estrada dos 29 de maio. Ambos pela temporada estadual oficial, no mesmo terreno, o Maracanã, em tardes dominicais. Deixando os alvinegros para trás, o Vasco conquistou a Taça Guanabara-1977, com um cartel indiscutível. Venceu os "grandes" Flamengo, Fluminense e Botafogo, e distribuiu goleadas para os  "pequenos" Bangu, Campo Grande e Olaria.  Já em  1988, batendo os tricolores, levou a Taça Rio-1988.

VASCO 2 x 0  BOTAFOGO  - Deixando os alvinegros para trás, o rapaziada conquistou a Taça Guanabara-1977, com um cartel indiscutível. Venceu os "grandes" e distribuiu goleadas para os  "pequenos" Bangu, Campo Grande e Olaria.  A apagada da "Estrela Solitária"  foi em um clássico de casa cheia: 131.741 pagantes, valendo o caneco do primeiro turno regional. Luís Carlos Félix apitou e Roberto Dinamite emplacou as duas pipocas nas redes alvinegras. Foi ordem, do “Titio” Orlando Fantoni,  ganhar mais uma do velho freguês, obedecida por: Mazaropi; Orlando ‘Lelé”, Abel, Geraldo e Marco Antônio; Zé Mário, Zanata e Dirceu; Wilsinho (Luís Fumanchu), Ramon Pernambucano (Helinho), Roberto Dinamite.
CONFIRA A CAMPANHA: 27.03.1977 – Vasco 2 x 1 Goytacaz; 03.04 – Vasco 6 x 0 Bangu; 06.04 – Vasco 4 x 0 Campo Grande; 10.04 – Vasco 0 x 1 América; 13.04 – Vasco 3 x 0 Olaria; 17.04 – Vasco 7 x 1 Madureira; 24.04 – Vasco 3 x 0 Flamengo;  07.05 – Vaso 1 x 0  Fluminense; 15.05 – Vasco 3 x 1 Portuguesa; 18.05 – Vasco  2 x 1 Bonsucesso; 25.05 – Vasco 3 x 0 Americano; 29.05 – Vasco 2 x 0 Botafogo.     

VASCO 2 X 1 FLUMINENSE, no 29 de maio de 1985, valeu a Taça Rio-1988. Mediado por Aloísio Viug, o clássico teve poucos corações na assistência (36.496 estiveram presentes), mas muitas emoções para a galera vascaína.  Foi outra conquista indiscutível, pois contou com vitórias sobre os três grandes rivais. O time do técnico Sebastião Lazaroni só definiu o placar no final da partida. Sofreu um gol, com um minuto de bola rolando, e teve de fazer valer a sua sina de "time da virada".  Na etapa final, em dois minutos, aos 37 e aos 39, respectivamente, Vivinho e Bismarck resolveram a parada, tirando o grito de gol da garganta da galera. A “Turma da Colina” foi à luta com: Acácio; Paulo Roberto, Donato, Fernando e Mazinho; Zé do Carmo, Henrique e Geovani; Vivinho, Romário e William (Bismarck).
HISTÓRIA DA CAMPANHA: 02.04.1988 – Vasco 2 x 0 Volta Redonda; 10.04. 1988 – Vasco 0 x 1 Cabofriense; 13.04.1988 - Vasco 1 x Friburguense; 16.04.1988 – Vasco 0 x 0 Americano; 21.04. 1988 – Vasco 2 x 1 Goytacaz; 24.04.1988 – Vasco 1 x 0 Porto Alegre; 01.05.1988 – Vasco 2 x 0 Bangu;  08.05.1988 – Vasco 1 x 0 Flamengo; 14.05.1988 – Vasco  3 X América; 23.05.1988 – Vasco 3 x 0 Botafogo; 29.05.1988 – Vasco 2 x 1 Fluminense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário