Vasco

Vasco

terça-feira, 8 de setembro de 2015

CALENDÁRIO DA COLINA - 8 DE SETEMBRO

A data 8 de setembro, além de uma goelada e um cumprimento de obrigação, é marcada por um fato inusitado: um gol de um becão inimigo das redes (dos adversários). Para os torcedores brincalhões, ressaca do 7 de setembro. Vamos ver o que história é esta: 

VASCO 7 X 2 SÃO CRISTÓVÃO é mais um dos tantos vexames obrigados ao "Santo" a passar diante da rapaziada. Este foi durante o Torneio Extra do Rio de Janeiro-1938, em uma quinta-feira, na casa do adversário, à Rua Figueira de Mello, no estádio do time alvo. Alfredo que não era muito de chegar às redes, naquele dia exagerou. Fez três. Fantoni, mais dois. E Orlando e Hamilton completaram o forrobodó no céu. 
Durante  a temporada-1938, em jogos próximos daquele 8 de setembro, o Vasco havia encarado o rival pelo Torneio Municipal, em duas outras ocasiões. Vencera, em São Januário, por 1 x 0, em 5 de junho, e perdera, em Figueira de Mello, por 1 x 3, em 7 de agosto. Bem antes, em 29 de janeiro, pelo Campeonato Carioca, há uma vitória são-cristovense, em casa, por 3 x 2, e uma no 7 sete de agosto, por 3 x 1, além de um empate, por 3 x 3, em 25 de setembro, na Colina. O Vasco respondeu com uma goleada, como anfitrião, em 29 de dezembro: 7 x 1.  Confira a série:
 29.01.1938 – Vasco 2 x 3 São Cristóvão (Carioca); 05.06.1938 – Vasco 0 x 1 São Cristóvão (Municipal); 07.08.1938 – Vasco 1 x 3 São Cristóvão (Municipal); 08.09.1938 – Vasco 7 x 2 (Torneio Extra-RJ); 25.09.1938 – Vasco 3 x 3 São Cristóvão (Carioca);   29.12.1938 – Vasco 7 x 1 São Cristóvão (Carioca). 
 
VASCO 2 X 0 BONSUCESSO fez parte da quinta rodada do Estadual-1985, em um domingo, perante 6.211 pagantes e apito de Wilson Carlos dos Santos. O treinador era Antônio Lopes, os gols foram de Romário e Gersinho e o time teve: Acácio; Newmar, Fernando (Ivan), Donato e Heitor; Gersinho, Paulo César e Luís Carlos; Santos, Romário e Roberto Dinamite (Cláudio José).  O "Almirante" voltou a encontrar o “Bonsuça”, em 3 de novembro daquele ano, quando mandou 4 x 0, também pelo Estadual, em São Januário. Depois, só foram se pegar, pela competição, em  16 de maio de 1993, com Vasco 3 x 0, em casa.
 
VASCO 1 X 1 CEARÁ foi um prélio em que aconteceu algo dificílimo de rolar: um gol do zagueiro Renê, que era mais chegado a gols contra e a fazer faltas à entrada da área, quando não cometia pênaltis. Transcorria o Campeonato Brasileiro-1973, e o fato deu-se em São Januário. José de Assis Aragão-SP apitou e o surpreendente tento marcado pelo zagueiro de estilo xerifão saiu aos 14 minutos do segundo tempo. Mário Travaglini treinava o time que formou com: Andrada; Paulo César, Renê, Moisés e Pedrinho; Alcir, Gaúcho e Ademir; Luís Fumanchu, Roberto Dinamite (Jorginho Carvoeiro), e Luís Carlos Lemos.
.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário