Vasco

Vasco

domingo, 1 de novembro de 2015

CALENDÁRIO DA COLINA - 1º DE NOVEMBRO

Como os banguenses e os rubro-anis gostam de apanhar do "Almirante", hem! É só consultar o retrospecto desses duelos. No primeiro dia de novembro, por exemplo, levaram duas cipoadas. Mas nem só eles entraram nessa, como veremos:
 
VASCO 4 X 1 BANGU - Dois pra lá , dois pra cá. Foi assim que os atacantes Russinho e Paschoal fizeram neste jogo pelo Campeonato Carioca-1925. Goleada fora de casa. 
 
VASCO 3 X 0 BONSUCESSO, pelo Campeonato Carioca-1947, teve Lelé Dimas e Friaça comparecendo às redes de São Januário. Carlos de Oliveira, o "Tijolo", apitou e os cruzmaltinos da jornada foram:  Barbosa, Augusto e Rafagnelli; Ely, Danilo e Jorge; Djalma, Maneca, Dimas, Lelé e Friaça.

VASCO 2 X 0 BONSUCESSO, teve Vavá e Alvinho no filó, pelo Campeonato Carioca-1953, fora de cassa

VASCO 2 X 1 NACIONAL-URU - Amistoso, em 1961, no Estádio Centenário, em Montevidéu, com um fato raro: gol marcado pelo capitão Hideraldo Luiz Bellini. O outro foi de Saulzinho.

VASCO 4 X 2 BONSUCESSSO – Goleada "quarta-feirana", pelo Estadual-1978, no Maracanã. Roberto Dinamite (2), o uruguaio Washington Oliveira e Guina compareceram ao marcador. Orlando Fantoni era o treinador e este era o time do apelidado "Titio": Leão; Orlando 'Lelé, Abel Braga, Gaúcho e Marco Antônio; Helinho, Paulo Roberto e Guina; Wilsinho (Washington Oliveira/Paulinho) , Ramon e Roberto Dinamite.

01.11.1987 - VASCO 1 X 0 INTERACIONAL-RS – Vitória difícil, por conta de um "amigo da onça" colorado, o Airton Fraga, que marcou gol contra o time gaúcho. Aos 49 minutos do segundo tempo, quando os "acréscimos" eram chamados de "descontos" Naquela temporada, o futebol brasileiro estava em crise política e os "grandes" promoveram a Copa União. O triunfo cruzmaltino rolou em um domingo, no Maracanã, pelo Módulo Verde, a Série A da disputa, que previa um cruzamento com o campeão do Módulo Azul, a Série B. Com Sebastião Lazarone no leme, a esquadra do "Almirante" transportou: Acácio; Paulo Roberto Gaúcho, Donato, Moroni e Mazinho; Humberto, Geovane e Osvaldo (William); Mauricinho, Roberto Dinamite e Romário.

VASCO 7 X 1 GOYTACAZ - Vencer times do interior do RJ nos 31 de outubro, por 7 x 1 não ficou restrito ao placar citado acima. Em 1991, a nova vítima foi da cidade de Campos, coincidentemente, pela mesma Taça Rio e em uma quinta-feira. Só que em  São Januário.  Orlando Gomes Leonor foi o juiz, Antônio Lopes seguia treinador e mandante do "mesmo tipo de "crime, cometido por: Carlos Germano; Pimentel, Jorge Luís, Alexandre Torres e Cássio;   França, Geovani, Bismarck (Macula) e William; Sorato e Bebeto (Mauricinho). Na marcha da contagem,  Jorge Luís, aos 2; William, aos 8, e Bebeto, aos 45', abriram a porteira; Bebeto, aos 21; Alexandre Torres, aos 39; Bismarck, aos 43, e Sorato, aos 45 da etapa final, fizeram o resto.

VASCO 1 X 0 GOIÁS - Amistoso, em 1989, no Serra Dourada, em Goiânia, com o meia-atacante Tita chegando junto no filó.

VASCO 3 X 1 BRAGANTINO-SP - Vitória importante por ter quebrado a sequência de três partidas sem vitórias cruzmaltinas. Valeu pelo segundo turno do Campeonato Brasileiro-1995, em São Januário, com Nélson abrindo o placar, aos 15, e aumentando, aos 45 minutos do primeiro tempo. Valdir "Bigode" fez o terceiro, aos 81. Naquela noite de quarta-feira, o treinador Carlos Alberto Zanata confiou em: Carlos Germano, Charles "Guerreiro", Sidnei (Zinho ), Tinho, Bruno Carvalho, Alex Pinho, Luisinho Quintanilha, Nélson, Pedrinho (Juninho Pernambucano), Marcelo Carioca, Leonardo e Valdir. Até então, quatro jogos por Brasileiros entre os dois times, com uma vitória para cada lado e dois empates com um gol vascaíno a mais (5 x 4). 

A "Vascodata" 1º de novembro anota mais: Vasco 0 x 0 Botafogo, em 1936, e Vasco 0 x 0 Americano-RJ, em 1992.  

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário