Vasco

Vasco

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

CALENDÁRIO DA COLINA - 5 DE NOVEMBRO

O 5 de novembro é uma data altamente importante para a nação cruzmltina. Nela, em 1922, os "Camisas Pretas", como era, chamados os caras da foto, garantiram subida à Série A do Campeonato Carioca, ao empatar, por 0  x 0, com o São Cristóvão.  Caminhada nada fácil. Campeão da Segunda Divisão, o Vasco teve de jogar uma partida extra, contra o "Santo", o último colocado da "Segundona", para confirmar a vaga na elite, em 1923. Jogou pelo empate e segurou o resultado. E ficou decidido que o Vasco seria promovido e o São Cristóvão não seria rebaixado.

VASCO 0 X 0 SÃO CRISTÓVÃO - O jogo foi em um domingo, no estádio da Rua em General Severiano, apitado por Affonso de Castro, com o treinador cruzmaltino, o uruguaio Ramón Platero, escalando estes subidores de degraus: Nélson, Mingote, Leitão, Palamone, Bráulio, Arthur, Paschoal, Pires, Bolão, Torterolli e Negrito. O São Cristóvão foi: Waldemar, Póvoa, Franco, Capanema, Epaminondas, Nesi, Júlio, Salema, Rubens, João Hermann.

SÉRIE B-1922 - O acesso à Série A foi organizado pela Liga Metropolitana de Desportos Terrestres e estas a campanha vascaína, com os goleadores: TURNO - 16.04.1922 - Vasco 4 x 0 Palmeiras (gols de Torterolli (2) e Bolão (2); 23.04.1922 - Vasco 0 x 1 Vila Isabel; 30.04.1922 - Vasco 3 x 0  Mackenzie (Bolão, Dutra e Torterolli); 14.05.1922 - Vasco 2 x 1 Carioca (Bolão(2); 21.05.1922 - Vasco 1 x 1 Americano (Torterolli); 28.05.1922 - Vasco 2 x1  Mangueira (Arthur e Bolão); RETURNO - 04.06.1922 - Vasco 2 x 1 Vila Isabel (Bolão (2); 25.06.1922 - Vasco 3 x 0 Mackenzie (Pires, Torterolli e Paschoal); 02.07.1922 - Vasco 4 x 2 Mangueira (Pires (2) e  egrito(2);09.07.1922 - Vasco 2 x 0 Americano (Bolão (2); 16.07.1922 - Vasco 8 x 3 Carioca (Bolão (4), Pires (2), Paschoal e Torterolli); 23.07.1922 - Vasco 5 x 0 Palmeiras (Torterolli (2), Pires, Bolão e Negrito); Partida Eliminatória -05.11.1922 - Vasco 0 x 0 São Cristovão.

CARTEL - Foram 10 vitórias, dois empates e só uma derrota. O time marcou 36 e sofreu 10 gols, sendo Bolão o principal goleador, com 15 tentos. Além do título oficial, o Vasco ainda disputou seis amistosos na temporada-1922, com estes resultados: 14.01.1922 - 1 x 4 Vila Isabel-RJ; 22.01.1922 –  7 x 2 Araribóia-RJ;12.03.1922 –  1 x 0 Vila Isabel-RJ;12.10.1922 -  4 x 2 Lacerda Sobrinho, de Campos-RJ; 17.12.1922 -  0 x 2   Britânia-PR; 30.12.1922 -  1 x 0  Escola de Guerra-RJ.

VASCO 3 X 1 PORTUGUESA-RJ – A reunião dos "gajos" deu-se em São Januário, onde José Pinto Lopes, o  Badú, pegou o apito e mediou a pugna do Campeonato Carioca-1937. Os marcadores: Zarzur, Alfredo, cobrando pênalti, e  Luna. O time: Joel, Poroto e Zé Luis; Oscarino (Rafa), Zarzur e Calocero; Lindo, Alfredo, Niginho, Feitiço e Luna.

VASCO 3 X 2 MADUREIRA – Placar constante da campanha do título cruzmaltino do Campeonato Caraticoa-1950. Importante pro ter acontecido no estádio do adversário, à Rua Conselheiro Galvão. Mário Vianna apitou e Ademir Menezes (2) e Djayr dobraram os difíceis "Tricolores Suburbanos". Flávio Costa treinava estes assinantes de marcadores apertados: Barbosa, Laerte e Augusto; Ely, Danilo e Jorge; Tesourinha, Maneca, Ademir, Vasconcellos e Djayr.

VASCO 2 X 0 BOTAFOGO - Jogo "consagrativo" para o "Espanador da Lua", o grandalhão atacante Valfrido, que pintou na rede, aos 27 e aos 73 minutos. Clássico de 1967, no Maracanã, apitado por Airton Vieira de Morais, e vitória foi estupenda, porque o rival vivia  uma grandiosa fase, que lhe rendeu um bicampeonato estadual e um bi da Taça Guanabara.  Qem estava como treinador da rapaziada era o ex-atacante colineiro Ademir Marques de Menezes. Ele mandou apagar a Estrela Solitária: Pedro Paulo, Jorge Luis, Alvaro, Sérgio e Oldair; Paulo Dias e Danilo Menezes; Nei, Adilson, Valfrido e Averaldo.

VASCO 2 X 0 SERGIPE, EM 1972 - Vitória dominical na casa do adversário, pela primeira fase do Campeonato Brasileiro, no Estádio Lourival Batista, em Aracaju, com gols do "Batuta" Silva, aos 30 e aos 56 minutos. Paulinho de Almeida era o treinador que escalou: Andrada; Fidélis, Joel Santana, Moisés e Alfinete; Alcir e Buglê; Jorginho Carvoeiro, Tostão, Silva (Dé) e Marco Antônio.  Foi o primeiro pega entre os dois, pelo Brasileirão.

VASCO 1 X 0 CAMP GRANDE – Um gol de Silvinho, aos 11 minutos do primeiro tempo, foi tudo o que rolou  em São Januário, pelo Estadual-1980. Aluisio Felisberto da Silva apitou ante público de 4.350 pagantes. O treinador da moçada era Mário Jorge Lobo Zagallo, que usou: Mazaropi, Brasinha, Orlando, Léo e Marco Antônio; Pintinho, Guina (Dudu) e Marco Antônio Rodrigues; Katinha, Roberto e Silvinho (Wilsinho).o

VASCO 2 X 1 NACIONAL-AM, EM 1986 - Naquele domingo, no já demolido Estádio Vivaldo Lima, a rapaziadas atingiu 10 vitórias em 11 jogos contra o "Naça", que segurou um empate, pela segunda fase do Campeonato Brasileiro, totalizando 22 gols. Vivinho, aos 37, e Mauricinho, aos 82, beijaram a rede, em nome do "Papai" Joel Santana, que escalou: Acácio, Paulo Roberto Gaúcho, Souza, Fernando e Mazinho; Vítor (Henrique), Pedrinho e Zé Sérgio (Leonardo Oliveira); Mauricinho, Roberto Dinamite, Vivinho. OBS: o zagueiro Souza foi expulso de campo.    

VASCO 4 X 2 AMÉRICA-RJ – Ultrapassada do "Diabo", na Colina, com o menor público pagante deste confronto: 218 ALMAS. Valeu pelo Estasdual-1992, apitado por Léo Feldman, com gols vascaínos marcados por   Antônio Carlos (contra), aos 21; Valdir "Bigode", aos 29 e aos 46, e William, aos 83. O ex-zagueiro e então técnico cruzmaltino Joel Santana faturou esta contando com: Carlos Germano, Luis Carlos Winck, Jorge Luis (Tinho), Alexandre Torres e Cássio; Luisinho Quintanilha, Leandro, Carlos Alberto Dias e Bismarck; Edmundo e Valdir e William. 

VASCO 2 X 1 PAYSANDU-PA, EM 2003 - Quinta vitória, em 15 jogos, contra o "Papão", por Campeonatos  Brasileiros. Esta, em 2003, rolou em uma quarta-feira, no Estádio Alacid Nunes, mais conhecido por  Mangueirão, em Belém do Pará. Valdir 'Bigode", aos 30, e Anderson Costa, aos 62 minutos, cruzmaltinaram as redes dos anfitriões. Joel Santana estava, de novo, no comando do time, que era: Fábio, Claudemir, Fabiano, Henrique, Vítor Boleta, Ygor, Da Silva, Rodrigo Souto, M|orais, Valdir e Anderson Costa (Daniel)    

Fazem parte da  VASCODATA 5 de novembro: Vasco 1 x 1 Madureira, em 1939, e Vasco 0 x 0 Grêmio-RS, em 1969. (Foto reproduzida da revista Grandes Clubes).

Nenhum comentário:

Postar um comentário