Vasco

Vasco

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

CALENDÁRIO DA COLINA - 18 DE NOVEMBRO

Os "pequenos" do futebol carioca abusaram de sofrer gols do "Almirante" nos 19 de novembro. Até um xará paraibano de um "grande".  Paulistas e goianos, também, entraram na mesma peia. É só conferir:
 
VASCO 3 x 1 PORTUGUESA-SP - Este foi um jogo de igualdades. Manos no placar. Com o "Almirante" igualando o número de vitórias, ficaram duas para cada lado e um empate.  Até o número de gols também ficou igual: 8 x 8. O encontro "luso", em São Januário, valeu pela primeira fase do Campeonato Brasileiro-1972, com Silva "Batuta" chegando ao filó, aos 42 e aos 57 minutos, e o mineirinho Tostão aos 82. O ex-lateral-direito vascaíno Paulinho de Almeida estava como treinador desta rapaziada: Andrada: Paulo César, Moisés, Joel Santana e  Alfinete; Gaúcho e Bougleux (Renê) e Tostão; Jorginho "Carvoeiro", Roberto Dinamite, Silva e Marco Antônio.   
VASCO 4 X 0 BOTAFOGO-PB - Campeonato Brasileiro-1979.  O nome do adversário era de um terrível rival, Botafogo. Mas era só "clone". Da Paraíba. Pintou pela frente, em 18 de novembro, pelo Campeonato Brasileiro de 1979, em um domingo, e foi goleado, por 4 x 0, no estádio Caio Martins, em Niterói. O jogo, apitado por Manoel Amaro de Lima (PE), teve público de 6.890 pagantes, renda de Cr$ 421 mil e 400 cruzeiros e só um gol no primeiro tempo: Katinha, aos dois minutos. No segundo, Roberto Dinamite (foto) explodiu, aos 18; Paulinho deixou o dele, aos 37, e Dudu mostrou a sua peixeira aos 44. Otto Glória era o treinador e o time cruzmaltino formou com: Leão; Orlando 'Lelé, Ivan, Gaúcho e Paulo César; Zé Mário e Dudu; Catinha, Roberto Dinamite (Paulo Roberto), Paulinho e Zandonaide (Wilsinho).

VASCO 4 x 0 AMERICANO - O torcedor cruzmaltino carioca que não compareceu a São Januário naquela rodada do Estadual- RJ-1981, perdeu de ver o Dinamite explodindo três bolas no barbante do alvinegro campista. Aos 12 e aos 41 minutos do primeiro tempo, e aos 18 do segundo. Também, na etapa final, Marquinho cravou o dele. O mineiro Hélio Cosso apitou as partida, que teve o treinador Antônio Lopes armando esta escalação: Mazaropi, Rosemiro. Serginho, Ivã e Gilberto; Dudu, Marquinho e Amauri (Ticão); Zinho, Roberto e Silvinho (Zé Luis).
 
VASCO 3 x 0 GOYTACAZ - Vitória mais do que importante, por ter sido na casa do adversário, o Estádio Ari de Oliveira e Sousa, em Cam­pos-RJ. Arnaldo César Coelho apitou e 4 033 pagantes assistiram aos chutes mandados à rede por Rômulo, aos 6; Geovani, aos 18, e Roberto Dinamite, aos 33 minutos do segundo tempo. Edu Coimbra, ex-atacante vascaíno era o treinador que escalou: Roberto Costa; Edevaldo, Ivã, Daniel González (Nenê) e Donato; Oliveira, Geovani e Marcelo; Mauricinho, Roberto e Rômulo (Cláudio José).
 
VASCO 3 X 1 AMÉRICA DE TRÊS RIOS-RJ - Em 18 de novembro de 1992, pelo Estadual-RJ, o Vasco voltou a encarar um "clone". Daquela vez, o América de Três Rios. Mandou 3 x 1, em uma quarta-feira, no estádio Odair Gama, na casa do adversário, diante de 2.832 pagantes. Aloísio Viug apitou e Carlos Alberto Dias abriu o placar, aos 3 minutos do primeiro tempo. Bismarck, aos 12, e aos 15, da mesma etapa, completou a conta. Treinado por Joel Santana, o Vasco foi: Carlos Germano; Cássio, Jorge Luiz, Tinho e Eduardo; Sidnei, Leandro Ávila, Carlos Alberto Dias (Luciano) e William; Bismarck e Roberto Dinamite (Valdir).

VASCO 2 x 0 AMERICANO - Copa Rio-1993, em uma quinta-feira, em São Januário. O ex-meia Carlos Alberto Zanatta, campeão brasileiro-1974, estava como treinador desta patota: Caetano, Pimentel, Jorge Luís, Alexandre Torres, Ayupe, Leandro Ávila, Junior, França Yan, Gian e Valdir "Bigode".  O apito ficou com Valter Senra e os gols foram marcados por França e Valdir. 
VASCO 1 x 0 OLARIA - Encontro válido pela Copa Rio-1995,em Moça Bonita, com o gol único da partida marcado por Pedro Renato, aos 24 minutos do primeiro tempo. O ex-apoiador  vascaíno Alcir Portela estava como treinador e mandou a campo: Márcio, Fausto (Cláudio Gomes), Tinho, Coby Jones, Valkmar, Fabrício Eduardo, Genilson, Brener, Zada (Vinicius) Elder e Pedro Renato.   

VASCO 3 x 1 PALMEIRAS - E depois de vencer dois "clones", o Vasco derrubou, também, um "original". No 18 de novembro de 2001, passou a ventania pelo Palmeiras, com 3 x 1, de virada, no estádio Benedito Teixeira, em São José dos Campos. Era tarde de domingo, o jogo valeu pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, foi apitado por Leonardo Gaciba-RS e teve gols vascaínos marcados por Romário, aos 22 e aos 51, e Ely Thadeu, aos 31 minutos do segundo tempo. Paulo César Gusmão treinava o "Time da Colina" e a rapaziada foi: Hélton; Rafael Pereira (Ely Thadeu), Géder, João Carlos e Gilberto; Jamir (Dedé), Donizete Oliveira, Fabiano Eller (Bóvio) e Juninho Paulista; Romário e Léo Lima. (foto de Roberto Dinamite reproduzida do arquivo do Jornal de Brasília, onde está registrada sob o número 3618/01. Agradecimento) 

VASCO 3 x 1 VILA NOVA-GO - Terça-feira de bola rolando pelo Campeonato Brasileiro da Série B, em São Januário-RJ. Antônio Denival de Morais-PR apitou ante um público de 8.398 pagantes. Carlos Cesar, aos 37 minutos do primeiro 1º  tempo, Douglas, aos 10, e Jhon Cley, aos 44 da etapa final, foram os goleadores cruizmaltinos, armados pelo treinador Joel Santana, que mandou à luta: Martin Silva; Carlos Cesar, Luan, Rodrigo e Lorran; Guiñazu, Fabrício, Douglas (Jhon Cley) e Maxi Rodriguez; Rafael Silva (Thalles) e Kleber (Edmilson). 

Anote na VASCODATA 18 de novembro: Vasco 2 x 2 Botafogo, em 1939; Vasco 1 x 1  São Paulo, em 1941; Vasco 2 X 2 Flamengo em 1945 (jogo suspenso); Vasco 0 x 0 Fluminense, em1956; Vasco 1 x 1 São Cristóvão, em 1962; Vasco 2 x 2 Santos, em 1990. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário