Vasco

Vasco

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

CALENDÁRIO DA COLINA - 2 DE NOVEMBRO

 Nos 2 de novembro, o "Almirante" matou muita gente do coração. O Bangu apenhou em duas oportunidades, mesmo separadas por quase quatro décadas. Longa freguesia. Aliás, por falar nisso,  os tricolores cariocas e os gaúchos, também, entraram na forca. E sobrou goleadas para goianos e pernambucanos. Conferindo:

VASCO 4 X 1 BANGU - Domingo, na Rua Ferrer, pelo Campeonato Carioca-1941. Dia de glória para o atacante Orlando, autor dos quatro gols cruzmaltinos. O técnico era Telêmaco Frazão de Lima e o time teve: Chiquinho, Osvaldo Saldanha, Florindo, Figliola, Alfredo II, Zarzur, Dacunto, Orlando, Gonzalez, Villadoniga e Moacir

 VASCO 1 X 0 GRÊMIO-RS- Era noite de quinta-feira e a rapaziada chegou "matando". Com um minuto de bola no gramado do antigo Estádio Olímpico, a cassa do adversário, o "Batuta" Silva pintou no filó. E o "Almirante" encerrava, em Porto Alegre, sequência de cinco insucessos ante o "Tricolor dos Pampas". O treinador Paulinho de Alemida, ex-lateral-direito vascaíno e gaúcho de nascimento, não perdoou os patrícios, contando com: Andrada; Fidélis, Moisés, Joel Santana e Alfinete; Alcir, Buglê (Gaúcho) e Tostão; Luís "Fumanchu, Silva, Dé e Marco Antônio.    

VASCO 6 X 2 GOIÂNIA - O "Almirante era o visitante, em uma quarta-feira, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. E não respeitou o anfitrião. Mandou 6 x 2. O zagueirão Geraldo, abriu o placar, aos 4 minutos; Roberto Dinamite aumentou, aos 27; Wilsinho ampliou, aos 31, e Zandonaide, aos 33, completou a cota do primeiro tempo. No segundo,  Helinho, aos 9, e o lateral-direito Orlando Lelé" completaram a "sapatada". Jogo do Campeonato Brasileiro-1977. Orlando Fantoni era o treinador deste time vascaíno: Mazaropi; Orlando, Abel Braga, Geraldo e Marco Antônio; Helinho e Zé Mário; Wilsinho, Roberto Dinamite, Paulinho (Zandonaide) e Dirceu Guimarães (Guina).
DETALHE: os dois gols do Goiânia Esporte Clube foram marcados pelo centroavante Bil, que fizera sucesso com a camisa cruzmaltina, em 1976, com a imprensa carioca o chamando de "Búfalo Bil". .      

VASCO 2 X 1 BANGU, pelo segundo turno do Estadual- 1980, teve dois gols de pênaltis, um para cada lado. E vitória cruzmaltina de virada, tendo a rapaziada passado todo o primeiro tempo atrás no placar . Roberto Dinamite empatou, aos 3 (48) e desempatou, aos 10 (55) da etapa final. José Roberto Wright apitou para audição de um público de 10.145 pagantes, na casa do adversário, o Estádio Proletário, em Moça Bonita. Zagallo treinava a moçada vencedora: Mazaropi; Paulinho Pereira. Or­lando "Lelé",Léo e Marco Antônio; Pintinho. Guina (Dudu) e Marco António II; Kati­nha. Roberto e Silvinho.

VASCO 5 X 2 SPORT-PE - Naquele dia, até o lateral-direito Pimentel, que não era de acertar a rede, marcou gol. França, aos 29 e Yan, aos 42 minutos do primeiro tempo, iniciaram a brincadeira de sacudir o barbante. Na etapa final, Valdir, aos 9; Júnior, aos 12, e Pimentel, aos 32, fizeram os deles.  O jogo valeu pelo Campeonato Brasileiro-1993, em uma terça-feira, na Ilha do Retiro, em  Recife, com renda de Cr$ 3.477.000 (cruzeiros) e público de 10.475 pagantes. Alcir Portella comandava o time vascaíno com esta escalação: Carlos Germano; Pimentel, Alê, Alex e Cássio; Leandro Ávila, França, Yan, Júnior (Silas),Valdir 'Bigode', Gian (Bernardo).

VASCO 3 X 1 BAHIA - Não teve trabalho baiano que desse jeito, naquele domingo, nas encruzilhadas da Colina. O "Almirante" foi mais longe. Estava em São Januário e liquidou a sequência de cinco partidas sem vencer o "Tricolor de Aço". O "Animal" Edmundo, aos 18 e aos 30, e Sorato, aos 61, espantaram os espíritos da "Boa Terra", em ação da primeira fase do Campeonato Brasileiro-1997. O treinador Antônio Lopes mandou ao relvado: Carlos Germano; Maricá (Filipe Alvim), Odvan, Mauro Galvão e Felipe: Luisinho Quintanilha, Nasa, Juninho Pernambucano e Pedrinho (Mauricinho); Edmundo e Luís Cláudiio (Sorato).
VASCO 1 X 0 FLUMINENSE - A turma andava meio-devagar, há cinco jogos sem vencer. Veio, então, aquele domingão, com gol de Wagner Diniz, aos 27 minutos do segundo tempo, e pazes feitas com a vitória. Valeu pelo Campeonato Brasileiro-2008,  no Maracanã, em disputa de fase única. Renato "Gaúcho" Portaluppi, que comandava a rapaziada, escalou: Rafael; Wagner Diniz, Odvan, Jorge Luís e Eduardo Luiz; Jonílson, Mateus (Leandro Bonfim, Rodrigo Antônio e Madson; Alex Teixeira e Alan Kardeck (Pinilla).

VASCO 2 x 1 CORITIBA - Daquela vez, o "Almirante" foi navegar longe da Colina, no  Estádio Moacyrzão, em Macaé-RJ, onde a galera apareceu pouco, apenas 6.615 almas. Márcio Chagas da Silva-RS apitou e Edmílson "matou," aos 26 minutos do primeiroº tempo e aos 28 do segundo. O chefe Adílson Batista levou, naquele dia, ao interior do Estado do RJ: Alessandro; Fagner (Reginaldo), Jomar, Cris e Yotún; Wendel, Pedro Ken e Juninho (Abuda); Francismar (Renato Silva), Marlone e Edmílson. Técnico: Adilson Batista.

A "Vascodata" 2 de novembro acrescenta  Vasco 1 x 1 Alfenense-MG, em 1982, amistosamente, com gol vascaíno de Jérson, com "j" mesmo.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário