Vasco

Vasco

terça-feira, 3 de novembro de 2015

CALENDÁRIO DA COLINA - 3 DE NOVEMBRO

É de se observar, logo: os insucessos do Bonsucesso diante do "Almirante" são "frequentérimos".  Bem como dos americanos que, diante da rapaziada, não são "Diabos" nem um pouquinho. Como o fluminado Flu.  Nos 3 de novembro, a "Turma da Colina" bota nos Coxas e engole Furacão. Vamos ver isso: 
 
VASCO 5 X 1 ANDARAHY - Rodada gloriosa para o gaúcho Luís de Carvalho, autor de três gols. Orlando e Luna completaram a balaiada, pelo Campeonato Carioca-1935, fora de casa, na Rua Barão de São Francisco Filho. O apito esteve com Lóris  Cordovil e as camisas cruzmaltinas com: Panelo, Poroto e Itália; Oscarino, Zarzur e Calocero; Orlando, Luis de Carvalho, Gradim, Kuko e Luna.

VASCO 2 X 1 AMÉRICA - Dois gringos, Gonzalez e Villadoniga, resolveram a parada domingueira, válida pelo Campeonato Carioca-1940. E o mais importante: vitória na casa do rival, no estádio da Rua Campos Sales.  O inglês Harry Welfare chefiou esta rapaziada: Chiquinho, Alfredo II, Jahu, Florindo, Zarzur, Argemiro, Alfredo I, Villadoniga, Lindo e Orlando.       
 
Dinamitador
VASCO 4 X 0 BONSUCESSO -  "Faz um quatro aí, que eu quero ver!". Se a torcida vascaína não cantou os versos  dessa marchinha carnavalesca, quando o "garoto do placar já havia trocado três placas", deveria ter cantado, que seria atendida. Então, no domingo 3 de novembro de 1985, a "Turma da Colina" mandou 4 x 0 pra cima do Bonsucesso, pelo Estadual-RJ, em São Januário. Santos fez dois e Roberto Dinamite os outros. Por aquele tempo, Antônio Lopes era o comandante da rapaziada, que foi: Acácio; Heitor, Newmar, Fernando e Paulo César; Vítor, Gersinho e Luís Carlos Martins; Santos, Roberto Dinamite (foto) e Romário.
 
VASCO 3 X 2 FLUMINENSE - Este clássico repetiu-se por três vezes nos 3 de novembro, com duas vitórias cruzmaltinas, ambas por 3 x 2, e uma igualdade, por 1 x 1.  Em 1946, o pega foi nas Laranjeiras, a casa tricolor, em um domingo, com gols vascaínos marcados por Santo Cristo, Danilo Alvim e Isaías. Ernesto Santos era o treinador, jogando com este time: Barcheta, Augusto e Rafagnelli; Ely, Danilo e Jorge; Djalma, Lelé, Santo Cristo, Jair e Isaías.
 
VASCO 1 X 1 FLUMINENSE - O empate foi em 1966, em uma quinta-feira, também no Maracanã, com Paulo Matta marcando o gol vascaíno. Zezé Moreira era o treinador e a equipe esta: Valdir Appel; Oldair Barchi, Brito, Fontana e Ari; Salomão e Danilo Menezes; Nado, Célio, Paulo Matta e Moraes.
 
VASCO 5 X 0 BONSUCESSO - Visita recebida em São Januário e convidados muito maltratados, durante o segundo turno do Campeonato Carioca-1857. Sabará (2), Pinga, Almir e Wilson Moreira foram os mal anfitriões.
 
VASCO 2 X 0 OLARIA – A dupla Célio e Mário "Tilico" funcionou legal naquele domingo, em São Januário, pelo Campeonato Carioca-1963. Foi uma desforra pelas duas derrota sofridas ante o time da Rua Bariri, na temporada anterior. Marcelo Cunha, Joel Felício, Pereira, Brito, Barbosinha, Maranhão, Joãozinho, Mário, Célio, Saulzinho e Da Silva foram os caras.
 
VASCO 2 X 0 AMÉRICA - Campeonato Carioca-1974, com time entregue a Mário Travaglini. Neste compromisso dominical, no Maracanã, os gols foram marcados por Jair Pereira e Roberto Dinamite. A rapaziada: Andradas: Fidélis, Miguel, Moisés e Alfinete; Alcir (Gaúcho) e Zanatta; Jorginho Carvoeiro, Jair Pereire (Fred), Roberto e Luís Carlos Lemos.  
 
VASCO 3 X 2 FLUMINENSE - Em 1979, o rolar da bola contra os tricolores foi em um sábado, no Maracanã, com Katinha, Roberto Dinamite e Marco Antônio comparecendo ao filó. Otto Glória era o chefe desta rapaziada: Leão; Orlando "Lelé', Ivan, Gaúcho e Marco Antônio; Zé Mário, Dudu e Guina; Wilsinho, Roberto Dinamite e Katinha (Lito).

VASCO 1 X 0 CORITIBA - Não foi em uma noite de sexta-feira 13, mas de uma sexta-feira 3. Maior assombração: gol da vitória marcado pelo zagueiro Júnior Baiano, grande inimigo da técnica e da categoria. Vitória importantíssima, aos 77 minutos, pelo Brasileirão-2000, por ter rolado na casa do adversário, o Estádio Couto Pereira, em Curitiba. Time que Oswaldo de Oliveira escalou: Helton; Clebson, Odvan, Júnior Baiano e Jorginho Paulista; Jorginho Amorim (Valkmar), Alex Oliveira (Luisinho Quintanilha), Paulo Miranda e Juninho Paulista; Viola e Pedrinho.   

VASCO 2 X 1 ATLÉTICO-PR -  Foi difícil, mas o "Almirante" engoliu o "Furacão" na noite daquela quinta-feira, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro-2005. Morais fez a primeira bocada, aos 15 minutos do primeiro tempo; Anderson, a segunda, aos 11 do segundo. Renato Portaluppi era o chefe de: Roberto; Wagner Diniz, Luciano, Éder e Diego; Ives, Amaral, Abedi e Morais (Rodrigo); Romário (Alemão) e William (Anderson).   
 
Inclua na "Vascodata" 3 de novembro: Vasco 0 x 0 Combinaod Norte Rio, em 1928; 03.11.1965 – Vasco 2 x 2 Náutico-PE, em 1965; Vasco 1 x 1 Fluminense, em 1966; Vasco 0 x  0 Flamengo, em 1971; Vasco 1 X 1 Náutico-PE, em 1976.

Nenhum comentário:

Postar um comentário