Vasco

Vasco

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

CALENDÁRIO DA COLINA - NOVEMBRO, 26

A data de hoje é, talvez, a mais importante da história do Vasco da Gama na bola. Foi no 26 de novembro de 1915 que o clube aderiu ao futebol, motivado  pela visita de um selecionado de Lisboa que veio ao Rio de Janeiro inaugurar o campo do Botafogo, em 1914. Com aquilo, a colônia portuguesa fundou três clubes para praticar a modalidade, se bem que eles duraram pouco. Então, o Vasco uniu-se ao Lusitânia e iniciou uma  fusão, a partir de 11 de novembro de 1915, concluída  154 dias depois, quando surgiu o departamento de futebol cruzmaltino, filiado à Liga Metropolitana de Futebol, em 29 de fevereiro de 1916. Fundado entre 2h30 e 03h45 da tarde de 21 de agosto de 1898, o Club de Regatas Vasco da Gama estreou no futebol em 3 de maio do mesmo 1916, perdendo do Paladino, por 10 x 1, pela Terceira Divisão do Campeonato Carioca. A primeira vitória aconteceu em 29 de outubro do mesmo 1916, por 2 x 1 sobre o River, pela mesma disputa. Mas o clube cresceu e tornou-se capaz de muitos feitos iguais aos listados abaixo:  
 
VASCO 4 X 0 BONSUCESSO - Um dia de comemorações de "gringos" em território brasileiro. O uruguaio  Villadónega  marcou três gols e o argentino Gandulla uma, valendo pelo terceiro turno do Campeonato Carioca-1939, em partida disputada no estado da Gávea.  O árbitro foi Mário Vianna e o time vascaíno alinhou: Chiquinho, Agnelli e Florindo; Dacunto, Zarzur e Argemiro; Lindo, Alfredo, Villadóniga, Gandulla e Orlando.

Ipojucan

VASCO 4 X 1 FLAMENGO - Se a década-1950 é chamada de “Anos Dourados”, a tarde de 26 de novembro daquela ano deve ser classificada assim para o meia vascaíno Ipojucan. Ele marcou três dos quatro tentos da goleada sobre o maior rival, no Maracanã – Alfredo II fez o outro. Era a segunda vez em que a rapaziada batia nos rubro-negros, pelo Campeonato Carioca da temporada. No primeiro turno, mandara 2 x 1.  Mas os quatro gols do clássico citado acima foram só mais uma das muitas pancadas distribuídas durante o Estadual, casos de 9 x 1 Madureira; 7 x 0 Canto do Rio; 7 x 2 Bonsucesso;  6 x 1 São Cristóvão e 4 x 0 Fluminense. Treinado por Flávio Costa, o time que goleou o Fla no  domingo 26 de novembro de 1950 teve: Barbosa, Augusto e Laerte; Ely, Danilo e Jorge; Alfredo II, Maneca, Ademir Menezes, Ipojucan e Djayr. 


 UM É BOM, DOIS BEM MELHORES. MAIS PANCADA NO URUBU  


Delém
VASCO 1 X 0 FLAMENGO - Dez anos depois dos 4 X 0, o Vasco voltou a vencer o Flamengo, na mesma data. Mas por apenas, no 26 de novembro de 1960, no mesmo Maracanã, em um sábado. Daquela vez, quem pintou na rede foi o centroavante gaúcho Delém e o time era: Ita, Paulinho de Almeida e Bellini; Écio e Orlando; Sabará, Waldemar, Delém, Wilson Moreira (Vanderlei)  e Pinga.
(Foto de Ipojucan reproduzida da série "Ídolos do futebol Brasileiro", da revista O Cruzeiro, e de Delém da capa da Revista do Esporte Nº 82, de 1º.10.1960).  
VASCO 2 X 1 BONSUCESSO - O  time rubro-anil endureceu muitos jogos diante do "Almirante". Este, pelo Campeonato Carioca-966 é um dos listados no caderninho da Colina. Apitado por José Teixeira de Carvalho, teve Alcir Portela abrindo a contagem, para o "Bonsuça" empatar e a rapaziada se virar para desempatar, com o tento marcado por Célio Taveira. O time do dia alinhou: Édson Borracha; Ari, Brito, Ananias e Silas; Maranhão e Alcir; Zezinho, Célio, Paulo Mata e Morais.

 VASCO 2 X 0 FLUMINENSE -  Um pega do Campeonato Estadual-1978 que não mereceu muito apoio dos torcedores. O público de 48.032 pagantes, em um domingo, no Maracanã, era considerado pequeno para o tamanho do clássico. Arnaldo César Coelho "marcou a partida", como se falava antigamente. Roberto Dinamite, aos 11, e Paulo Roberto, aos 15 minutos, resolveram a parada logo no primeiro tempo. Orlando Fantoni era o treinador vascaíno que escalou Leão: Orelando ‘Lelé” (Geraldo), Abel, Gaúcho e Marco Antônio: Helinho, Paulo Roberto e Guina; Wilsinho (Paulo César), Roberto Dinamite e Paulinho. 
 
VASCO 2 X 1 AMERICANO - Segundo turno do Estadual-1980, com bola rolando em São Januário e apito com Jose Aldo Pereira. Um público de 19 369 pagantes viu Roberto Dinamite, aos 15 minutos do primeiro tempo, e Guina, aos  45 da etapa final, decidirem a partida. Foi um jogo nervoso, em que os vascaínos, na base do entusiasmo, atacou demais e quase complica sua classificação à final, pois o visitante explorou bem o contra-ataque. Mas a vitória ficou com o time do treinador Mário Jorge Lobo Zagallo, que escalou: Mazaropi, Paulinho Pereira, Orlando, Ivã e Marco Antonio; Dudu, Guina e Marco Antônio Rodrigues; Catinha, Roberto e Wilsinho.
VASCO 2 X 1 PORTUGUESA-SP - Este “lusoduelo” valeu pelo Campeonato Brasileiro-1997, em uma quarta-feira, no Maracanã”, com gols de Juninho Pernambucano e de Edmundo. O técnico era Antônio Lopes e a esquadra do "Almirante" carregava: Carlos Germano; Maricá (Válber), Odvan, Mauro Galvão e Felipe; Luisinho, Nasa (Nélson), Juninho Pernambucano (Pedrinho) e Ramon; Evair e Edmundo. 

Anote mais na VASCODATA 26 de novembro: Vasco 0 x 0 Campo Grande, em 1967;  Vasco x 0 Flamengo, em 1972; Vasco 1 x 1 Rio Branco-ES, em 1986; Vasco 1 x 1 Atlético-MG, em 1989; Vasco 1 x 1 Santos, em 2006.  DETALHE: por duas vezes, na data 26 de novembro, o Vasco não compareceu a campo, por motivos políticos,  para enfrentar adversário, perdendo, por W x O, para o Flamengo, em 1934, e para o América, em 1994.

Nenhum comentário:

Postar um comentário