Vasco

Vasco

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

FLAGAY - A GRAÇA DA COLINA

Quando dizem que rubro-negro não é muito chegado em certos detalhes da vida nacional, tem gente que desacredita. Fazer o quê? E quem está insinuando é a revista “O Cruzeiro”, que foi a maior da América do Sul (e do sol), chegando a tirar 600 mil exemplares por semana.
Quando a semanário" fez esta charge, o general Hugo Abreu preparava-se para lançar um livro sobre as suas memória dentro da ditadura militar que governou o país, por mais de 20 anos. Aliás, um período em que eles se deram muito bem. Inclusive, se consideraram campeões mundiais, vencendo um amistoso promovido por uma montadora de automóveis do Japão.
De sua parte, os vascaínos curtiram muita cadeia, lutando contra a ditadura.Perguntem aos jornalistas Sérgio Cabral, José Jorge e amuito outros.
 E, já que a preferência rubro-negra é por um uma chocante  florzinha, um arco íris, um suco de damasco com passa  e uma penteadeira,  segundo a revista "O Cruzeiro", da qual foi reproduzida esta página, problema urubuzático. Já que eles não gostam de biquinis, tanguinhas e calcinhas tesudinhas, a rapaziada da Rua General Almério de Moura pega todas, inclusive, as rubro-negras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário