Vasco

Vasco

sábado, 17 de dezembro de 2016

HISTORI & LENDAS DA COLINA - 1937

 1 - Em 1937, o Vasco foi campeão de futebol amador carioca, decidindo com o Flamengo. O torneio, organizado pela Liga de Futebol do Rio de Janeiro, reuniu os jogadores que resistiam ao profissionalismo. Por aquela época, o Botafogo ainda era Futebol Club, enquanto Madureira e São Cristóvão assinavam Atlético Club. Além do Vasco, participaram mais 11 times. América, Andarahy, Bangu, Bonsucesso, Botafogo, Flamengo, Fluminense, Madureira, Olaria, Portuguesa e São Cristóvão.

2 - No primeiro jogo da decisão, em 6 de fevereiro de 1938, os vascaínos mandaram 3 x 0, no estádio da Rua Campos Salles, sob a arbitragem de Mário Vianna. Jarbas, Oldacyr e Picolé marcaram os gols, todos no primeiro tempo, com o time sendo: Alcino, Waldemar e Bibi; Seraphim, Braga e Passos; Picolé (Carlinhos), Alfredo, Jarbas, Nino e Oldacyr. Seis dias depois, o Vasco mandou 3 x 1, no mesmo local, com  Rato abrindo o placar, no primeiro tempo, e fazendo mais um no segundo. Alfredo fechou a conta para o time que teve: Alcino, Bibi e Waldemar; Flávio, Maneco e Faca; Picolé (Carlinhos), Alfredo, Rato, Lino e Oldacyr.
3 - São Paulo havia conquistado o Campeonato Brasileiro de Seleções. Para comemorar o feito, a Federação Paulista de Futebol convidou o Vasco para um amistosa. Antes não tivesse convidado. A "Turma da Colina" estragou a festa, mandando 3 x 1, com Pinga (2) e Parodi balançando o filó. Anote no caderninho esta ficha técnica: 03.04.1955 - Vasco 3 x 1 Seleção Paulista. Estádio: Pacaembu, em São Paulo-SP Renda: Cr$ 413.655,00 Juiz: Antônio Musitano Gols: Pinga (2), Parodi e Alfredinho. VASCO: Vitor Gonzalez, Paulinho e Bellini; Ely, Laerte e Dario (Riberto); Sabará, Ademir Menezes(Wilson), Vavá (Alvinho), Pinga e Sílvio Parodi. PAULISTAS: Gilmar (Laércio), De Sordi e Hélvio (Homero); Ivã (Santos), Roberto e Clóvis; Alfredinho (Américo), Américo (Valter), Baltazar, Luizinho (Vasconcelos) (Ipojucan) e Tite.

4 - O Torneio Início do Campeonato Carioca-1944 foi a segunda disputa vencida pelos vascaínos. Aconteceu uma semana depois do título do Torneio Relâmpago. Aquele "Initium", como se escrevia, então, rolou em São Januário, e a festa tornou-se maior por ter a final sido contra o maio rrival, que havia sido batido, por 5 x 2, um domingo antes, na decisão do Relâmpago.
5 - Para conquistar o Tornei Início, primeiramente, o Vasco goleou o Bangu, em 20 minutos, por 5 x 0, com Lelé marcando dois, e Chico, Isaías e Djalma completando a conta. O próximo a cair foi o Madureira.  Nos vinte minutos regulamentares, ninguém mexeu no placar, e nenhum escanteio foi cedido, para se definir quem passaria, como era o regulamento. Veio, então, uma prorrogação de 10 minutos, sem gols. Depois, mais uma. Foi quando o zagueiro Ápio cedeu um escanteio, dando a vitória ao Vasco. Na final, o Flamengo era o desafiante. Com o tempo aumentado para 30 minutos, Chico fez um gol vascaíno, mas os rubro-negros empataram, na primeira fase. Na segunda, Jair Rosa Pinto desempatou e Isaías fechou o placar em 3 x 1.  Aconteceu em 26.03.1944, com cerca de 10 mil presentes pagando Cr$ 55.086,90 para ver o "Almirante" carregar o caneco. O treinador uruguaio Ondino Viera escalou: Oncinha, Rubens, Sampaio; Alfredo II, Figliola, Argemiro; Djalma, Lelé, Isaias, Jair e Chico. Técnico: Ondino Viera

6 - Era dia de festa no futebol carioca. Daquele vez, o promotor era o Club Athlético São Bento, que convidou ao Vasco e ofereceu uma riquíssima medalha de ouro ao atacante Russinho, um dos maiores goleadores do país e que disputaria, pouco depois, a I Copa do Mundo, no Uruguai. O Vasco teve por adversário o  Ypiranga, que não brincou, naquele 9 de fevereiro de 1930, mandando 1 x a0 na rapaziada, em prélio rolado ano campo da Avenida Sete de Setembro, em Niteroi-RJ. José Maria Antunes (representante do Canto do Rio) apitou e o tento ypiranguense saiu logo no primeiro minuto, marcado por Guerra. O Vasco foi: Waldemar, Badu e China; Sinhô, Fausto e Peixoto; Bahianinho, Torterolli, Pepico (Russinho), Gallego e Popó. YPIRANGA: Carlos; Euclydes e Alcides; Everardo, Oscarino e Irenio; Nonô, Hermínio, Guerra, Manoel e Calao
7 - O Vasco teve a sua melhor média de gols no Campeonato Brasileiro da temporda-1982. Cravou 2,63 tentos, por jogo, ou 42 bolas nas redes, em 16 compromissos. Por aquela época, o time tinha atletas muito ofensivos, como Wilsinho, Roberto Dinamite e Cláudio Adão (autor de 13 tentos, ajudando o time a chegar às oitavas de final.  O Vasco está em 10º lugar no ranking do Brasileiro. Mas, no quesito recordes, é o clube que mais vezes (8) fez o principal artilheiro, sendo que, um deles, Edmundo, detém o recorde de mais tentos (6) em uma só partida(6 x 0 União São João-SP, em 11.09.1997). Um outro, Romário (2000/01/05), integra o trio (com Dario e Túlio Maravilha) dos que mais vezes (3) foram o principal “matador”. O Vasco tem, também, a segunda melhor média geral de gols da competição (1,46) – a maior (1,56) é do São Paulo. Embora não seja campeão nacional há 13 temporadas, tem o sexto maior patrocínio na camisa (R$ 35,5 milhões) - o maior (74.5) é dos corintianos. E, não sendo positivo e nem negativo, o Vasco é o time com mais empates no Brasileiro: 341
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário