Vasco

Vasco

domingo, 29 de janeiro de 2017

HISTORI&LENDAS DAS COLINA - É REAL

    1 -  01.07.1956 - Vasco 2 x 5 Real Madrid. Estádio: Olímpico, em Caracas (VEN). Juiz: Lirés López. Gols: Laerte, aos 13, e Vavá, aos 40 min do 1º tempo; Joseito, aos 15; Marsal, 33; Rial, aos 37, e Di Steafano, aos 50 e aos 57 min do 2º tempo. VASCO: Carlos Alberto Cavalheiro, Dario e Bellini; Laerte, Haroldo (Orlando Peçanha)  e Coronel; Sabará, Válter Marciano, Livinho (Pinga) Vavá e Djayr. Técnico: Martim Francisco. REAL MADRID: Alonso, Atienza, Marquitos (Oliva), Lesmes, Muñoz, Zárraga, Joselito (Casado), Marsal, Di Stefano, Reial e Gento.

2 - 17.07.1956 – Vasco 2 x 2 Real Madrid. Estádio: Olímpico, em Caracas. Juiz: Benito Jackson (VEN). Gols: Sabará, aos 56; Rial, aos 61, Artoff, aos 71, e Joselito, aos 76. VASCO: Carlos Alberto; Dario, Bellini, Coronel; Laerte, Orlando; Sabará, Livinho (Pinga), Vavá, Walter, Djair (Artoff). REAL MADRID: Alonso; Atienza, Marquitos, Lesmes; Muñoz, Zárraga; Joseito, Marsal, Di Stéfano, Rial, Gento.

3 - 14.06.1957 - Vasco 4 X 3 Real Madrid. Torneio de Paris (FRA). Estádio: Parc de Princes. Gols: Di Stefano, aos 4 ; Valter Marciano, aos 20, e Vavá, aos 32min do 1º tempo; Mateos, 08; Livinho, aos 21; Valter, aos 39, e Kopa, aos 44 min do 2º tempo. VASCO: Carlos Alberto; Dario, Viana, Orlando e Ortunho; Laerte e Valter; Sabara, Livinho, Vavá e Pinga. REAL MADRID: Alonso; Torres, Marquitos(Santamaria), Lesmes e Munoz; Ruiz e Mateos; Kopa, Di Stefano, Rial (Marshal) e Gento.

4 - 08.02.1961 – Vasco 2 x 2 Real Madrid. Estádio: Maracanã: Juiz: Juan Brozzi (ARG). Público: 122.038 mil pagantes (cerca de 140 mil presentes). Renda: Cr$ 21.395.2560,00 (recorde na América do Sul). Gols: Del Sol, aos 14: Canário, aos 15; Casado (contra) aos 52, e Pinga, aos 62 min. VASCO: Humberto Torgado (Miguel); Paulinho de Almeida, Bellini e Coronel; Écio e Orlando; Sabará, Delém, Wilson Moreira, Lorico (Valdemar) e Pinga (Da Silva). RERAL MADRID: Dominguez; Marquitos (Michel), Santamaria (Zagarra) e Casado; Vidal e Pachin; Canáriol, Del Sol, Di Stefano (Pepillo), Puskas e Gento.

5 - 30.03.1966 - Vasco 0 x 1 Real Madrid-ESP. Torneio Ais El Kebir (ARG). Estgádio: de Oran, na Argélia. Gol: Goywaerts. REAL MADRID: Araquistain; Nuera, Santamaria, Pachin (Chufi), R. Tejada, Gonzalez (Blanco), Serena, F. Ruiz, Aguero (Goywaerts), Puskas e Bueno (Garcia Ramos). Obs: O Vasco jogou com uma equipe mista.

6 - 02.09. 1967 - Vasco 1 x 6 Real Madrid. Troféu Ramón Carranza, em Cadiz (ESP). Gols: Nado (Vasco); Velázquez, M. Perez, Gento, Bueno, Amanero e Grosso. Técnico do Vasco: Gentil Cardoso. Detalhe: os jogadores vascaínos estavam brigados com a direção do clube e, especula-se, teriam entregue o jogo, para demonstrar tremenda insatisfação com os cartolas. 

7 - 01.12.1998 – Vasco 1 x 2 Real Madrid. Estádio Nacional de Tóquio (JAP). Juiz: Mario Sanchez (CHI). Público: 51.514 presentes. Gols: Nasa (contra), aos 25; Juninho Pernambucano, aos 56, e Raúl, aos 83 min. Vasco: Carlos Germano; Wagner (Vitor), Odvan, Mauro Galvão, Nasa e Felipe; Luisinho (Guilherme), Juinho Pernambucano (Ramon), Donizete e Luizão. Técnico: Antônio Lopes. Real Madrid: Ilgner; Panucci, Sanchís, Hierro e Sánz; Redondo, Seedorf e Mijatovic (Jarni); Raúl e Sávio (Suker). Técnico: Guus Hiddink.

8 - Danilo Alvim foi um dos maiores craques brasileiros do seu tempo. Nascido em 03.12.1920, no Rio de Janeiro, aos 19 anos de idade, sofreu 39 fraturas, em uma das pernas, ao ser atropelado por um automóvel. Dois anos depois, estava jogando tanto que o Vasco o tirou do América. Dono de futebol clássico, ganhou o apelido de “Príncipe” e campeão carioca em 1945, 1947, 1949, 1950 e 1952, e do Sul-Americano de Clubes Campeões, em 1948, no Chile. Danilo foi titular da Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo-1950, qual saiu vice-campeão. Três anos depois, enceraria a sua vida cruzmaltina. Passou pelo Botafogo e o Uberaba-MG. Como treinador, em 1963, comandou a seleção boliviana na conquista do Sul-Americano. Quando pendurou as chuteiras, Danilo não tinha mais nada, a não ser uma casa em seu nome, no Rio de Janeiro. Em 16 de maio de 1996, saiu desta vida, como morador de um asilo para velhinhos pobres e esquecidos.

9 - O atacante Kosilek foi um dos campeões carioca, em 1970. Em sua rápida passagem por São Januário, disputou apenas 14 jogos. Confira: 22.02.1970 – Vasco  0 x 2  Flamengo (Torn Inter de Verão); 24.03.1970 a- Vasco  1 x 0  Rio Branco-ES (amistoso); 05.04.1970 – Vasco   0 x 2  Bangu (Taça Guanabara); 26.04.1970 - Vasco   1 x 0  América-RJ. (Taça GB); 01.05.1970 - Vasco  0 x 0  Flamengo (Taça GB); 03.05.1970 0 Vasco  2 x 0  Desportiva-ES (amistoso); 10.05.1970 - Vasco  0 x 2  Flamengo. (Taça GB); 01.08.1970 - Vasco  1 x 0  Olaria (Campeonato Carioca); 09.08.1970 - Vasco  1 x 0  Flamengo. (Camp Car); 15.08.1970 - Vasco  2 x 0  Portuguesa-RJ (Camp Car); 13.09.1970 - Vasco  3 x 2  América-RJ (Camp Car); 20.09.1970 – Vasco  0 x 2  Fluminense (Camp Car); 17.10.1970  - Vasco 5 x 1  Santos (Taça de Prata);a 04.11.1970 – Vasco 4 x 0 CSA-AL (amistoso).

                                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário