Vasco

Vasco

quarta-feira, 3 de maio de 2017

VISITA A "MI BUENOS AIRES" QUERIDA

"Capitão"Bellini, o trocador de flâmulas
 O jornalismo da década-1950, as vezes, tinha lances esquisitíssimos. Confira um exemplo pela “revista carioca “Manchete Esportiva” Nº 116, que circulou com data de 8 de fevereiro de 1958.
A edição trazia matéria sobre uma rápida excursão do Vasco à Argentina. Às páginas 58 e 59, ilustrava, com três fotos, o texto de Horácio Besio, sem informar os placares das duas partidas disputadas contra os “hermanos”. Isso, abaixo de um título motivante para o torcedor cruzmaltino: “Vasco jogou mais do que o Boca Juniors”. Que beleza!
Conta o jornalista que o Vasco "mereceu aplausos calorosos...agradou em cheio”, principalmente. durante a etapa inicial do primeiro amistoso, quando “ofereceu um grande espetáculo. Uma superioridade técnica e estratégica”.
 O correspondente da semanário do grupo Adolph Bloch diz, também, que a rapaziada correu atrás do empate,o qual classificou de “brilhante” e elogiou o ataque formado por Rubens, Vavá e Almir , que “infernizou  a defesa do Boca Juniors’’. O melhor elogio, no entanto, foi Besio afirmar que “Buenos Aires já está com saudades do Vasco, que fez aos seus olhos duas grandes partidas”.
Ao finalizar o texto, Horácio Besio, por uma tradução incorreta, destaca que a “Turma da Colina” merecia ter ganho os dois amistosos, e que “o Vasco veio para jogar (se exibir), não para ganhar”. Quanto ao placar dos dois jogos, o “Kike” fez uma pesquisa e constatou que, em 21 de janeiro, uma terça-feira, o marcador ficou nos 2 x 2. Uma semana depois, no 1 x 1.    

Parece balé, mas não é. E nem tango 
Antes daquelas duas apresentações na capital portenha, Vasco e Boca Juniors haviam se enfrentado, amistosamente, desde 27de janeiro de 1935, quando o futebol brasileiro ainda não era, declaradamente, profissional. O pega rolou em São Januário e terminou no 1 x 1. O segundo amistoso foi marcado para 1º de setembro de 1948, novamente no estádio cruzmaltino, e os “hermanos” mandaram 5 x 3. Mas a moçada deu o troco, em 24 de novembro de 1951: 3 x 0, no Maracanã.
    Além desses amistosos, o Vasco já encarou o Boca Juniors por várias competições, como Taça Libertadores da América, Copa Atlântico, Copa Mercosul, Tormeio Quadrangular Inrternacional do Rio de Janeiro, Torneio Simon Bolívar, Torneio Naranja e Torneio Octogonal de Verão.      



Um comentário: