Vasco

Vasco

quinta-feira, 25 de maio de 2017

HISTORI&LENDAS DA COLINA - REMOU

1 - Para começar a disputar as provas do remo carioca, o Vasco comprou três barcos: Zoca, canoa de 4 remos; Vaidosa, baleeira de 4 remos, e Volúvel, baleeira de 6 remos. Todas eram de cedro e ficavam guardadas num barracão na Ilha das Moças. A estrEia oficial em competições foi em 13.11.1898. A primeira vitória foi em 4.6.1899, com Volúvel e equipe formada por 7 remadores (Adriano Vieira (patrão), José Freitas, José Cunha, José Pereira, Joaquim Campos, Antônio Frazão e Carlos Rodrigues).COM CANOAS DE CEDRO, o Vasco foi madeira de dar em doido. O barraco que guardava Vaidosa, Volúvel e Zoca ficava na Ilha das Moças.
 
 
2 - O tiro foi a segunda modalidade praticada pelos vascaínos. A partir da década de 1910, ao clube conquistou-se vários títulos. O remo foi tri em 1912, 1913 e 1914, após o bi de 1905/1906. Depois, venceu o Campeonato Carioca de 1919. O futebol chegou em 26.11.1915, após a fusão com o Lusitânia FC. Para se filiar à Liga Metropolitana de Sports Athléticos, o clube promoveu uma coleta entre seus associados para juntar os 500 mil-réis necessários à inscrição.
O BACALHAU era chegado em uma vaquinha.

3 - O primeiro jogo de futebol do Vasco, na Terceira Divisão, foi em 03.06.1916, derrotado, por 10 x 1, pelo Paladino FC. Adão Antônio Brandão marcou o 1º gol. A primeira vitória aconteceu em 29.10.1916, por 2 x 1 sobre a Associação Atlética River São Bento, ainda pela Terceirona.
DAQUELA VEZ, ADÃO não marcou o gol com uma costela.

4 - - O lateral-direito Augusto da Costa foi o capitão da Seleção Brasileira na Copa do Mundo-1950. Vascaíno, entre 1945/1954, era carioca, nascido em 22 de outubro de 1922. Em 20 jogos pelo selecionado, obteve 14 vitórias, três empates e três derrotas, tendo sido campeão da Copa Rio Branco-1947 e do Campeonato Sul-Americano-1949. Marcou só um gol nessa sua história selecional.
UM CAPITÃO MUITO ECONÔMICO NOS GASTOS COM AS REDES.

5 - 24 de março de 1931 - O Vasco encarou o uruguaio Sudamérica, amistosamente, em São Januário, com dois árbitros. Começou com Jorge Marinho, ligado ao Fluminense, e terminou com Carlos Scapinachis, atleta e jornalista no Uruguai. Na época, o futebol uruguaio, campeão da primeira Copa do Mundo-1930, e da Olimpíada-1928, era fortíssimo. Até clube sem expressão, como o Sudamérica, que não era da primeira divisão, despertava a atenção dos brasileiros. Reforçado por atletas de Wanderers, Olympia Club, Peñarol e Nacional, aquela galera veio excursionar ao Brasil. O Vasco mandou-lhe 4 x 2, com gols de Mattos (2) e Paes (2), jogando com: Jaguaré, Brilhante e Itália; Tinoco, Fausto e Molla (Nevi); Bahianinho, Paes, Waldemar, Mattos e Sant’Anna.
NOME DO FILME: DOIS APITOS E SEIS GRITOS (DE GOL).

6 - Em 1993, o Vasco foi indiscutível durante a campanha do título da Taça Rio. Nas finais, mandou 2 x 0 e 2 x 1, além de um 0 x 0, com no Fluminense. Foram 16 vitórias, cinco empates e quatro quedas, marcando 47 gols e sofrendo 19. A “Turma da Colina” ainda teve o artilheiro, Valdir, com 19 bolas nas redes.
VALDIR 'BIGODE" FEZ CABELO E BARBA, EM DUAS SESSÕES SEGUIDAS.

7 - 13 de junho de 1976 – O Vasco decidia a Taça Guanabara, com o Flamengo, e a carregou, na decisão por pênaltis, com Zico e Geraldo batendo, para Mazaropi defender. Era dia de Santo Antônio, português nascido em Lisboa. Em um outro jogo, o Vasco perdia, do Fluminense, por 2 X 1. No segundo tempo, Toninho entrou, com a camisa 13, e empatou: 2 x 2.
NA COLINA, rolavam milagres diferentes. SANTO ANTÔNIO não era só casamenteiro.

8  -  O Vasco era favorito absoluto para eliminar o “freguês” Bonsucesso do Torneio Início do Campeonato Carioca de 1934, na tarde de 25 de março. Favoritismo mais do que lógico, pois tinha mais time e a vantagem de oito vitórias, um empate e só duas escorregadas, a partir de 30 de novembro de 1924, no duelo com os rubro-anis. E rolou a bola. Assim que o juiz Jorge Marinho apitou, a torcida cruzmaltina concentrou-se na expectativa dos gols de Leônidas e de Russinho, os seus mais temíveis “matadores”s. Mas quem chegou à rede foi Miro. E o “Bonsuça” foi o classificado, às custas de jogadores com os apelidos de Cozinheiro, Alfinete, e Rebolo. Já o Vasco pisou na bola com: Quarenta; Oswaldo e Itália; Lino, Jucá e Gringo; Eloy, Leônidas, Quarenta, Russinho e Nena.

9 - 6 de janeiro de 1963 - O Vasco iniciou excursão pelo continente americano, goleando o Alajuelense, da Costa Rica, por 4 x 0. Quatro dias depois, iniciava a disputa do Torneio Pentagonal do México, batendo América da capital mexicana, por 1 x 0. Passados mais sete dias, goleou o El Oro, por 5 x 0. Veio, então, o jogo do dia 20, contra o Guadalajara. Este abriu o placar e, lá pelas tantas, o atacante Reyes atingiu, sem bola, o lateral-direito Joel, pelas costas. Recebeu o revide. O árbitro, no entanto, expulsou de campo somente o jogador vascaíno. Brito reclamou e, também, foi excluído da partida. Além disso, o apitador chamou a polícia para retirar os dois punidos do gramado, o que gerou várias interrupções da pugna. Quando nada, o Vasco empatou depois de tanto rebu: 1 x 1. Mas, por causa das baixarias, a imprensa mexicana criticou, fortemente, a “Turma da Colina”, e a Federação Mexicana de Futebol aplicou-lhepesadas multas.

10 - O time vascaíno treinava para o clássico de 2 de dezembro de 1962, pelo returno do Campeonato Carioca, contra o Fluminense. Durante um exercício de dois toques na bola, o ponteiro Da Silva viu os seus meniscos internos do joelho direito estourarem, em lance isolado. Resultado: além da derrota cruzmaltina, por 0 x 2, dois meses depois ele teve de “cair na faca”, em 16 de fevereiro de 1963, quando foi operado, na Casa de Saúde Portugal. O médico vascaíno Jorge de Castro gastou apenas 20 minutos para fazer a cirurgia, que fez o atacante perder uma boa grana. Por causa do problema, Da Silva deixou de participar da excursão vascaína pelo México e Chile, onde a rapaziada conquistou torneios e “bichos gordos”. Foi a segunda vez que ele caiu no bisturi. Anteriormente, havia passado por uma cirurgia de amígdalas

Nenhum comentário:

Postar um comentário