Vasco

Vasco

sábado, 20 de maio de 2017

HISTÓRIA DA HISTÓRIA - ROMÁRIO

Há dez temporadas, na data de hoje, Romário marcava o milésimo (pelas contas dele) gol de sua carreira. Aconteceu em uma noite de domingo, na Colina, em Vasco 3 x 1 Sport-PE, pelo Campeonato Brasileiro.
Eram 19h17 e jogados dois minutos do segundo tempo, quando o “Baixinho” bateu pênalti contra o goleiro Magrão.  Bola na rede, Romário foi beijado  pelos companheiros de time, recebeu familiares no gramado e ofereceu a camisa que usava a sua mãe, Dona Lita. A bola foi para seu filho Romarinho.  
Quando estava com 999 tentos, Romário tentara o milésimo, diante de Flamengo, Botafogo (duas vezes) e Gama. Aos repórteres, declarou: “Aos 41 anos, Papai do Céu me deu uma oportunidade destas, e eu não esperava. Tive a oportunidade de atingir essa marca, não só para mim, mas para os meus pais, a minha família, o mundo todo”, disse, chorando. Em seguida, fez a volta olímpica pelo gramado, após uma rápida homenagem do presidente vascaíno, Eurico Miranda, que saiu comemorando  junto.
Coincidentemente, com o milésimo gol de Pelé, a bola seguiu a mesma rota, com paradinha e pouso do lado esquerdo da trave defendida pelo adversário. Também, como Pelé, Romário foi ao fundo da rede beijar a bola. Diferente, só o 'arqueiro'  pernambucano pular para seu lado direito, ao contrário do vascaíno Andrada, em 1969, que quase defendeu o chute. Romário gostria que o seu milésimo ocorresse no Maracanã, mas o Vasco não abriu mão de que o jogo contra o Sport fosse em São Januário.
Dos mil gols de Romário, 324 foram para o Vasco; 204 pelo Flamengo; 165 defendendo o holandês PSV Eindhoven; 71 com a camisa da Seleção Brasileira; 53 quando estava no espanhol Barcelona; 48 comemorados pelo Fluminense; 22 jogando pelo norte-americano Miami; 14 por outro espanhol, o Valencia, e um pelo australiano Adelaide. Romário contou, também, 77 nas categorias de base e 21 em jogos festivos. Estão assim distribuídos:  1979 - 4; 1980 - 3; 1981 - 8; 1982 - 16; 1983 - 21; 1984 - 14; 1985 - 35; 1986 - 42; 1987 - 42; 1988 - 49; 1989 - 47; 1990 - 24; 1991 - 37; 1992 - 37; 1993 - 49; 1994 - 36; 1995 - 48; 1996 - 43; 1997 - 63; 1998 - 42; 1999 - 51; 2000 - 73; 2001 - 45; 2002 - 44; 2003 - 20; 2004 - 17; 2005 - 36; 2006 - 41 e 2007 - 13 + 2 depois dos milésimo, totalizando 1.002.  

VASCO 3 x 1 SPORT-PE foi apitado por Giuliano Bozzano, o público foi de 16.682  pagantes e a renda de  R$ 172.130,00. No placar, André Dias, aos 3 e aos 37 minutos do 1º tempo; Romário, aos 2, e Luciano Henrique, aos 36 min do 2º tempo balançaram o filó. O treinador Celso Roth escalou este time: Sílvio Luiz; Thiago Maciel, Júlio Santos, Jorge Luiz e Guilherme; Roberto Lopes, Amaral, Abedi (Wagner Diniz) e Morais; André Dias (Júnior) e Romário (Alan Kardec).
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário