Vasco

Vasco

terça-feira, 20 de junho de 2017

CORREIO DA COLINA - EX-COLINEIROS

Encontrei em uma antiga revista esportiva de minha coleção uma foto que lhe mando dos ex-vascaínos Roberto Pinto, como jogador do Fluminense, e o paraguaio Parada, no Botafogo. Nunca mais ouvi falar dos dois. Por onde andam e o que fazem?  Norival Assunção, de Juiz de Fora-MG

Seguinte, vascaíno: o “doutor” Roberto Pinto, como alguns “speakers” o chamavam, porque jogava um bolão, pelo meio-de-campo, foi atropelado por um automóvel quando atravessava uma das ruas do Rio de Janeiro e, agora, joga pela “Seleção Azul Celeste”, em uma outra dimensão, segundo os espíritas.  
Com relação ao “paraguaio” Parada, você está fazendo confusão com o paraguaio Parodi. Este, caso ainda esteja pelo planeta, estaria com 86 temporadas nos costados. Em 2 de dezembro de 2015, um internauta colombiano enviou um e-mail ao “Kike”, falando do Parodi no futebol de sua terra, mas não dizia se ele seguia vivo. O “Kike” vai tentar saber disso com a Federação Paraguaia de Futebol e, depois, lhe informa.
Quanto ao Parada, ele jamais foi vascaíno. Além do Botafogo, defendeu o Palmeiras, o Bangu e o Corinthians. Esteve entre os 45 convocados para os treinamentos das Seleção Brasileira rumo à Copa do Mundo de 1966. A última informação sobre ele dizia que residia em São Paulo.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário