Vasco

Vasco

quarta-feira, 14 de junho de 2017

MUSA DE HOJE DA COLINA - DORA BRIA

Foro reproduzida da capa
da Revista do Vasco

 Loira, olhos verdes e um corpo de modelo fotográfico. Por isso, Dora Bria foi capas de várias revistas, entre elas Manchete e Playboy, entre 1993 e 2000. Ela tornou-se a primeira “brasuca” no circuito mundial de windsurf, tendo trazido um tri sul-americano e sido hexacampeã brasileira.
 Durante quatro anos consecutivos, figurou entre as cinco melhores do mundo em ondas grandes. Vascaína, ela viveu por 49 temporadas neste planeta, tendo a sua vida tragada por um acidente automobilístico, perto do quilômetro-256, em São Gonçalo do Abaeté-MG. Com pista escorregadia,  sua camioneta Mitsubishi L-200 derrapou, invadiu a pista de sentido contrário e bateu de frente com uma carreta Volvo.
Filha do romeno Vasile com a brasileira Dora, foi irmã de Mauro e viveram viveram infância e adolescência nos bairros do Méier e Tijuca, do Rio de Janeiro. Desde pequena, Dora era desportista. Voleira no Colégio Marista São José,  treinou pelos times do Monte Sinai e do Tijuca Tênis Clube.
Formada engenheira química, pela Universidade Federal-RJ, Dora foi  aprovada em concurso público, mas preferiu ser windsurfista. Pouco praticado por mulheres no Brasil, ela abriu o windsurf para elas. Queria-o, também,  como meio de integração social para crianças carentes. O então prefeito carioca, César Maia, prometeu batizar uma das ruas cariocas com o nome de Dora Bria, alegando que a vascaína trabalhara pela inclusão social pelo esporte, além de sentir que “sua beleza exaltava a mulher carioca”. A Rua Dora Bria fica no bairro Recreio dos Bandeirantes, com o CEP 22.790.829.

Nenhum comentário:

Postar um comentário