Vasco

Vasco

segunda-feira, 23 de abril de 2018

TRAGÉIDAS DA COLINA - OS PIZÕES DA CIDADE

No 6 de junho de 1989, a rapaziada receberia a visita do insignificante time chamado Nova Cidade, pela décima rodada do segundo turno do Estadual-RJ, em São Januário. Se o "Almirante" afogasse o desafeto, se igualaria ao Botafogo, ambos somando 18 pontos e ainda colocaria dois de frente sobre o seu 'rivalaço' Flamengo.
Quem seria maluco de apostara contra vascaínos jogando em casa contra um timeco? Só mesmo quem fosse amante de "zebraças". E não foi que esta compareceu ao relvado da Colina! Contra todas as expectativas, afinal o zagueiro Mauro Aurélio abrira a conta, aos 33 minutos. Porém, passados mais oito, os caras empataram a pugna. 
Sem problemas, imaginava-se, pois a segunda etapa seria para "espantamentos de zebras". Mas o que rolou? Aos 64 minutos, eles passaram à frente do placar, deixando a galera extática, incrédula. Quando nada, aos 81, Bismarck empatou e salvou o Vasco de um grande vexame. Piztraadaça! Ainda bem que o vexame foi assistido por apenas 1.240 pagantes, que botaram fé nesses "pisões": Acácio; Paulo Roberto 'Gaúcho', Célio, Marco Aurélio e Lira; Zé do Carmo, Geovani (Tita) e Bismarck; Ernânii (Ânderson), Sorato e William. O treinador era Sérgio Cosme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário