Vasco

Vasco

sábado, 18 de maio de 2019

HISTORI & LENDAS DA COLINA - IPOJUCAN

Reprodução de "O Cruzeiro"
 Texto escrito na desaparecidaa revista carioca Lance A +  - Nº 22, de 27 de janeiro  2 de fevereiro de 2001 -  conta-se que o poderosíssimo time do Vasco da Gama, com vários atletas das Seleção Brasileira, perdia, por 0 x 1, do ‘fraconauta” São Cristóvão, durante o primeiro tempo de uma partida do Campeonato Carioca dos inícios da décda-1950.
No vestiário, durante o intervalo da peleja, o treinador sargentão Flávio Costa teria soltado os cachorros pra cima da rapaziada. Principalmente, do meia Ipojucan, a quem considerava ter sido o responsável pelo baixo rendimento da equipe. Mandara o cara pra PQP e o avisara de que o barraria, para a próxima partida, caso continuasse atuando daquele jeito.
 Alagoano alto, magro, com grande domínio de bola, driblava bem e fazia lançamentos perfeitos, Ipojucan teria se revoltado, por não considerar-se o judas  do time naquele primeiro tempo, e, vendo o dedo em riste de Flávio Costa apontado para a sua cara, teria reagido, avisando-o: “Vou virar o placar e depois sair de campo”. Flávio, ao ouvir tal ameaça, teria dito: “Quebro-lhe a cara se fizer isso”. Então, Ipojucan, teria  retrucado: ”O senhor já me xingou, já me esculhambou e, agora, promete me encher de porrada. Isso eu quero ver”.

Reproduzido de
 "Esporte Ilustrado"
 Segundo tempo rolando, conforme narra o colunista, Ipojucan teria driblado meio-time do São Cristóvão e marcado dois belos gols, quase iguais, garantindo a virada do placar e a vitória vascaína. Em seguida, cumprido o que prometera. Fora ao chuveiro, trocara de roupa e ficara à esperas de Flávio Costa, que não aparecera no vestiário.
Lenda, lendária, lendaríssima! Durante os quatro primeiros Campeonatos Cariocas da década-1950, o Vasco tivera estas vitórias sobre o Santo: 6 x 0 (20.08.50); 5 x 1 (29.10.50); 2 x 0 (25.08.51); 1 x 0 (30.12.51); 3 x 1 (09.11.52); 3 x 0 (15.8.53); 4 x 0 (21.854) e 4 x 1 (12.12.54). O único Vasco 2 x 1 São Cristóvão, em 26.10.1952, não teve gols de Ipojucan, mas de Edmur e de Chico.
Na verdade, Flávio Costa mandou umas bolachas na cara de Ipojucan, durante o intervalo da decisão do Estadual-1950, já em 28 de janeiro de 1951 - Vasco 2 x 1 América -, com dois gols de Ademir Menezes. Revistas da época contam que Ipojucan estava chorando e sem querer voltar ao gramado para disputar o segundo tempo. Então, o sargentão resolveu o problema no tapa. Antes, ele já havia batido, também, em Heleno de Freitas.          

Nenhum comentário:

Postar um comentário