Vasco

Vasco

sábado, 30 de julho de 2016

O VASCO NOSSO DE CADA DIA - 30.07

Goiás, em 1997,  São Caetano, em 2005, Cruzeiro, em 2006, e o belga Mechelen, em 1995, estão no caderninho vascaíno dos 30 de julho. Com menos prejuízo, uma rapaziada portuguesa. O que a rapaziada fez com eles é o que vamos ver, agora:

VASCO 1 X 1 VITÓRIA-POR - O "Almirante" ancorou a sua esquadra em Lisboa, no 30 de julho de 1931, quando excursionava pelos gramados portugueses. Naquele dia,  ficou igualado,  amistosamente, aos gajos da capital lusitana, no campo das Amoreiras. Carvalho Leite marcou o gol cruzmaltino e o técnico Harry Welfare escalou: Jaguaré, Brilhante e Itália; Tinoco, Fausto e Mola; Bahianinho, Nilo, Russinho, Carvalho Leite e Mário Matos. Aquele foi o penúltimo amistoso do giro que começara por gramados espanhóis, com vitórias sobre o Barcelona, por 2 x 1, e o Celta, por 7 x 1. Em Portugal, antes do empate com o Vitória, os vascaínos já haviam goleado o Benfica (5 x 0); o Combinado Varzim/Boavista (9 x 2) e o Ovarense (6 x 2). Pegaram mais leve só com o Combinado de Lisboa (4 x 2) e o Porto (3 x 1).


Juninho Pernambucano
VASCO 3 X 1  MECHELEN - Em 1995, a "Turma da Colina" foi conferir como  andava a "glasnost" russa. Verificação feita, aproveitou a data para vencer um time da Bélgica, no Estádio Vladikavkaz, pela Copa Presidente da Rússia. Leonardo, aos 15 e aos 25 minutos do segundo tempo, e Richardson, aos 30, da mesma etapa, levantaram a plateia das arquibancadas, no único jogo entre os dois clubes – no dia anterior, o Vasco empatara, por 0 x 0, com o espanhol Atlético de Madrid.
Leonardo
Jair Pereira, meia vascaíno na década-1970, era o treinador da patota, que era: Carlos Germano; Pimentel, Ricardo Rocha, Tinho (Leonardo Siqueira) e Bruno Carvalho (Cláudio Gomes); Cristiano, Sidney e Juninho Pernambucano (Richardson); Valdir 'Bigode' (Brener), Clóvis e Leonardo (foto à esquerda).
O CARA - Leonardo Pereira da Silva, um piauiense, nascido em Picos, 13 de juho de 1974, com seus dois gols foi o nome do jogo. Por causa dele, que infernizava a vida dos goleiros, com a camisa do Sport Recife, o Vasco levou junto Juninho Pernambucano (foto acima à direita), que virou o "Reizinho da Colina" – Leonardo só durou 26 jogos, deixando de história nove bolas nas redes.
(fotos reproduzidas de supervasco.com)

VASCO 2 X 0 GOIÁS - Era uma quarta-feira e os esmeraldinos goianos foram a São Januário desafiar a rapaziada, pela primeira fase do Campeonato Brasileiro. No jogo apitado por Luciano Almeida-DF, Evair, aos 46 minutos do primeiro tempo e aos 43 do segundo, marcou os tentos do time do técnico Antônio Lopes, que alinhou: Márcio; Maricá, Mauro Galvão, Alex Pinho e Felipe; Luisinho (Nasa), Válber e Ramon (Mauricinho); Pedrinho, Edmundo (Brener) e Evair.

VASCO 3 X 2 SÃO CAETANO - valeu pela 16º rodada do primeiro turno do Brasileirão, em um sábado. Alício Pena Júnior-MG apitou, o público foi de 14.564 pagantes, a renda de R$ 147.115,00 e os gols vascaínos marcados por Abedi, aos 31; Fernandinho, aos 33, e Alex Dias, aos 45, todos do segundo tempo. O gaúcho Renato Portaluppi era o teinaor dessa moçada: Roberto; Claudemir, Ciro, Eder (Anderson) e Diego; Ives, Ygor, Júnior (Fernandinho) e Morais (Abedi); Alex Dias e Romário.

VASCO 1 X 0 CRUZEIRO - Jogo dominical, perante público de 2.794 pagantes, com renda de R$ 25.410,00 e apito de Evandro Rogério Roman-PR. Ramon, aos 5 minutos do segundo tempo fez o gol. Renato Gaúcho ainda era o treinador e escalou: Cássio; Wagner Diniz (Claudemir), Jorge Luiz, Eder e Diego; Andrade, Ygor, Morais e Ramon (Ernane): Faioli (Fábio Júnior) e Edílson.

VASCODATA: 30.07.1931 – Vasco 1 x 1 Vitória de Lisboa-POR;  30.07.1978 – Vasco 1 x 1 Grêmio; 30.07.1997 – Vasco 2 x 0 Goiás; 30.07.2005 – Vasco 3 x 2 São Caetano-SP; 30.07.2006 – Vasco 1 x 0 Cruzeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário