Vasco

Vasco

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

OS VICE-CAMPEÕES

                     
                             O KIKE DA BOLA PARABENIZA
                                    AOS VICE-CAMPEÕES
                                DA "TAÇA DE LATA"
                               DA SEGUNDA DIVISÃO
                                DA LIBERTADORES                                               


A BELA DO DIA DA COLINA - MUSA 1000

O passeio matinal de hoje do "Kike" vislumbrou – como diriam os "speakers" esportivos de antigamente – esta DEUSA, mostrada pelo site www.musas100.com.br Na verdade, não é uma musa 100, mas 1.000. Pena que a rapaziada não informe o nome das modelos e nem dos autores das fotos, pra gente dar o crédito, espalhar por aí. Afinal, se você andar por aí, perguntar por aí, todos vão querer saber da sua graça, não é mesmo? Com mais este presente para os seu solhos, o "Kike" lhe deseja uma ótima quinta-feira. Tá faldo?    
Today's morning walk of the "Kike" glimpsed - as the sports speakers of yesteryear would say - this GODDESS, shown by the site www.musas10.com.br In fact, it is not a muse 10, but 1,000. Too bad the guys do not tell us the names of the models, so we can spread them around. After all, if you walk around, ask around, everyone will want to know about your grace, will not you? And, with this gift for your soles, "Kike" wishes you a great Thursday. Are you speechless?

HISTORI&LENDAS DA DOLINA - EDMUNDO

Reprodução de www.ivanjunior.blogspot.com.br
1 - Rolou na quinta-feira 27 de fevereiro de 1992, o primeiro gol vascaíno de Edmundo: 31 dias após ter sido lançado no time A da Colina. O tento foi amistoso, no estádio Lourival Batista, em Aracaju, aos 23 minutos do primeiro tempo de Vasco 5 x 0 Sergipe. O homem de preto que mandou colocar a bola no meio do gamado, para nova saída, foi o sergipano Sidrack Marinho dos Santos, tendo o treinador Nelsinho Rosa escalado: Régis; Luís Carlos Winck (Dedé), Alexandre Torres (Tinho), Jorge Luís e Eduardo; Luisinho, Flávio e Bismarck (Júnior); Edmundo, Bebeto (Roberto Dinamite) e William. 

2 - Bons tempos aqueles em o Vasco batia no Flamengo sob as vistas de mais de 100 mil almas. Como, por exemplo, nos 3 x 1 de 27 de fevereiro de 1994, em um domingo, pela quinta rodada do Estadual-RJ: exatamente, 107.999 pagantes. A rapaziada escalda pelo treinador Jair Pereira, ex-meia cruzmaltino, foi: Carlos Germano; Pimentel, Alexandre Torres, Ricardo Rocha e Sidnei; Leandro Ávila, Luisinho (Hernande), Yan (William) e França; Valdir e Dener, que foi expulso de campo. Hoje, Vasco x Fla só levam, no máximo, 60 mil ao estádio.

3 - Em um outro 27 de fevereiro, em Vasco x Fluminense,  terminou tudo no dois: 2 x 0 no placar, amistosamente, no Maracanã, e público pagante: 22.202. Até no nome do apitador estava no esquema: Segundo Bello Blanco. Orlando e Luís Fumanchu "fumacharam" os tricolores, por esta formação: Mazaropi; Orlando 'Lelé', Abel, Geraldo e Luís Augusto; Zé Mário e Zanata; Luis Fumanchu, Ramon (William), Dirceu e João Paulo (Wilson).

4 - O Vasco da Gama só enfrentou o Bangu em cinco oportunidades pelo Torneio Rio-São Paulo, que já foi a maior competição interestadual do futebol brasileiro, entre as décadas-1950 e 1960. Confira: 28.05.1933 0 – Vasco 2 x 1; 27.08.1933 – Vasco 3 x 0; 11.03.1951 – Vasco 4 x 3; 06.02.1952 – Vasco 3 x 3 Bangu; 10.05.1953 – Vasco 5 x 0; 03.05.1964 -  Vasco 1 x 2 Bangu; 26.02.1966 – Vasco 1 x 0; 07.04.2002 – Vasco 5 x 1 Bangu.
OBS: no  1 x 0 de 1966,  o gol vascaíno foi marcado pelo ex-cruzmaltino Roberto Pinto, contras. Seu Zezé Moreira agradeceu, juntamente com: Pedro Paulo; Joel, Brito, Fontana e Oldair,  Maranhão e Lorico; Luisinho, Danilo Menezes, Célio e Zezinho.  

TRAGÉDIAS DA COLINA - DUNGA

O volante Dunga, capitão da Seleção Brasileira que conquistou a Copa do Mundo-1994, nos Estados Unidos, era líder e símbolo de raça. Mas, as vezes, passava maus exemplos às criancinhas que assistiam às suas partidas. Por exemplo: em 26 de fevereiro de 1987, estreou no time do Vasco da Gama, dentro de São Januário, recebendo o cartão amarelo, o único da rapaziada na partida apitada por Aloísio Viug.
Foi em Vasco 3 x 0 Goytacaz, de Campos-RJ, e o treinador Joel Santana não manteve o cidadão Carlos Caetano Bledorn  Verri por todo o prélio em seu time. Naquele jogo, Lira,  Vivinho e Romário escreveram o placar, pelo Campeonato Estadual-RJ, com 1.499 pagantes.
 A "Turma da Colina " do dia apresentou-se formada por: Acácio; Milton Mendes, Moroni, Donato e Lira; Dunga (Mazinho), Geovani e Vivinho; Mauricinho, Romário e Zé Sérgio (William).  Dunga  disputou  17 jogos e marcou só um gol pela moçada da Colina.
 OBS: trinta temporadas após o treinador Joel Santana escalar, naquele jogo, Milton Mendes, este seria o ocupante do seu cargo por parte do Estadual-RJ e do Brasilerão-2017. Mendes, no entanto, foi demitido em menos de um semestre.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

A CHARGE VASCAÍNA DO DIA DA COLINA

Na Colina só tem fera. Feraças! Como esta que o" Kike" viu em www.sport2wear.worldpress, página a qual agradece pela reprodução da imagem que mete bronca pra cima dos rivais, sem dó e nem piedade, principalmente quando se trata de "Urubu", aquela patota rubro-negra que sempre conta com a ajuda do "homem de preto" para passar o "Almirante" para trás. Por sinal, eles já até disseram que "roubado é mais gostoso", como ocorreu na tarde em que a bola entrou por 33 centímetros adentro da meta e nenhum dos quatro árbitros viu. O site dos amigos acima só não citou o nome do seu artista criador da charge, para a gente informar a sua graça ao "Planeta  Vasco". Se alguém souber, por favor, nos informe. Boa quarta-feira!