Vasco

Vasco

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

VASCO "RIMET" DA GAMA

              LANCES DE UM COMPLICADO E VASCAINÍSSIMO TORCEDOR

Não existe um torcedor tão complicado quanto o meu primo-xará Gustavo. Ele torce contra todos e para todos os times. Se seca alguém, logo, aplaude outro. De repente, o Gustavo me aparece com estatísticas "esquisitérrimas". Uma delas exalta o Flamengo, por ter colocado três jogadores no ataque reserva da Seleção Brasileira da Copa do Mundo de 1958, na Suécia. "São 60%: Joel Martins, Moacir e Dida", escalou, no que eu entrei de sola, lembrando-lhe que Joel e Dida só jogaram as duas primeiras partidas, e Moacir assistiu ao Mundial.
Achei que tinha me saído bem naquela, mas o carinha contra-atacou, com outro lance: elogiando o Fluminense, por fazer 50% da defesa reserva da seleção brasileira da Copa de 1962, no Chile. Tudo bem! Castilho, Jair Marinho e Altair estiveram lá, mas aplaudindo Gilmar, Djalma Santos e Nílton Santos. E, já que o Gustavo fazia um estranho elogio a Fla e Flu, lembrei-lhe de que o glorioso Vasco da Gama tivera sete titulares - Barbosa, Augusto, Eli, Danilo, Maneca, Ademir e Chico - na seleção brasileira da Copa de 50, no Brasil. Ele não me perdoou. "Por isso, foi vice-campeão. Vice, por aqui, é o mesmo que último colocado" sapecou-me nos ouvidos.
Para me vingar, invoquei que o Vasco foi o primeiro a levantar a Taça Jules Rimeti, pelas mãos do capitão Hideraldo Luiz Bellini, em 58. "Só que ele estava a serviço da Seleção. Se é por aí, o Santos tem mais contas no cartório. Carregou canecos com Mauro Ramos de Oliveira, em 62, e com Carlos Alberto Torres, em 70. É bicanequeiro. E tem mais: o Botafogo fez 80% do ataque titular no bi mundial canarinho: Garrincha, Didi, Amarildo e Zagalo. Tá bom, ou quer mais?", provocou-me.
Não tinha jeito. Com um torcedor daqueles, o máximo que eu conseguiria era ser campeão moral, do meu ponto de vista. O Gustavo é imbatível em estatísticas malucas.  
 
 
 

Um comentário:

  1. ele falou de 3 reservas.
    vc poderia ter falado de 3 tituares vascaínos na seleção de 58.
    Orlando,belini, Vavá.

    ResponderExcluir