Vasco

Vasco

quinta-feira, 22 de março de 2018

HISTORI&LENDAS DA COLINA - CRAQUES

1 - Edmundo Alves de Souza Neto, o “Animal”, foi vascaíno em três oportunidades: de 1990 a 1992; de 1996 a 1997, e de 1999 a 2000. Nascido em 2 de abril de 1971, no Rio de Janeiro, foi um dos craques mais talentosos da Colina. Na década de 90, foi o maior. Fora do Vasco, passou por Palmeiras-SP) (1993 a 1995 e em 2006); Flamengo (1995); Corinthians (1996); Fiorentina-ITA (1998/1999); Santos (2000); Napoli-ITA (2001); Cruzeiro-MG (2001); Kashima Reysol-JAP) 2002/ 2003); Fluminense (2004); Nova Iguaçu-RJ (2005 e Figueirense-SC (2005). Pela Seleção Brasileira, foi a uma Copa do Mundo, a de 1998, com dois jogos (uma vitória e uma derrota), totalizando 39 partidas, das quais venceu 25, empatou oito e caiu em seis, deixando 10 bolas nas redes. Foi campeão das Copas da Amizade-1992; Stanley Rous/Umbro-1995 e América-1997.
ANIMAL COM HABITAT NA COLINA. PASSEAVA POR FORA, MAS SEMPRE PEGAVA O BONDE DE VOLTA PRA SAO JANUARIO .

2 - Danilo Alvim foi um dos maiores craques brasileiros do seu tempo. Nascido em 03.12.1920, no Rio de Janeiro, aos 19 anos de idade, sofreu 39 fraturas, em uma das pernas, ao ser atropelado por um automóvel. Dois anos depois, estava jogando tanto que o Vasco o tirou do América. Dono de futebol clássico, ganhou o apelido de “Príncipe” e campeão carioca em 1945, 1947, 1949, 1950 e 1952, e do Sul-Americano de Clubes Campeões, em 1948, no Chile. Danilo foi titular da Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo-1950, qual saiu vice-campeão. Três anos depois, enceraria a sua vida cruzmaltina. Passou pelo Botafogo e o Uberaba-MG. Como treinador, em 1963, comandou a seleção boliviana na conquista do Sul-Americano. Quando pendurou as chuteiras, Danilo não tinha mais nada, a não ser uma casa em seu nome, no Rio de Janeiro. Em 16 de maio de 1996, saiu desta vida, como morador de um asilo para velhinhos pobres e esquecidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário