Vasco

Vasco

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

O VASCO NOSSO DE CADA DIA - 21.12

Vitórias pra cima de rivais cariocas nos velhos tempos e conquista de título indiscutível, mais modernamente, marcam os 21 de dezembro vascaínos. Leia e comemore:

VASCO 3 X 2 ESPERANÇA - Jogo válido pelo Campeonato Carioca da Segunda Divisão-1919. O Kike não conseguiu mais nada sobre esta partida.


VASCO 6 X 4 COMBINADO DO RJ - Amistoso marcando o jogo 193 da rapaziada, em 1924, com o artilheiro Russinho chutando quatro bolas na rede. Hespanhol e Torterolli também mandaram ver. 

VASCO 3 X 2 AMÉRICA-RJ -  A "Turma da Colina" saiu de casa para encarar o "Diabo" em seu reduto, à Rua Campos Sales, e se deu bem, em um domingo, às custas dos gols de Orlando (2) e de Carlos Leite. Valeu pelo Torneio Oscar Cox-1941, também chamado de Torneio Extra do Rio de Janeiro. O time era dirigido por Telêmaco Frazão de Lima e terminou em terceiro lugar, com 12 pontos, em 9  jogos, com 6 vitórias –  3 x 2 Bangu; 2 x 1 Canto do Rio; 4 x 1 Madureira; 4 x 0 Botafogo; 3 x 1 América e 4 x 2 Bonsucesso – e três piadas na bola. Marcou 15 e sofreu 8 tentos. No caderninho, prélio 839 da história vascaína.


VASCO 4 X 3 AMÉRICA-RJ  - .Os dois times se pegavam pela 73º vez pelo Campeonato Carioca. Na vida cruzmaltina, jogo 1.717. Rolou em um sábado, no Maracanã, com Almir Albuquerque (2), Rubens e Sabará chegando nas redes. Martim Francisco era o treinador deste timer: Carlos Alberto Cavalheiro, Paulinho e Bellini; Écio, Orlando e Coronel; Sabará, Rubens, Wilson Moreira, Almir e Pingas.  
 
VASCO  0 X 0 PALMEIRAS - A rapaziada tinha 12 pontos na frente dos palmeirenses, mas, mesmo assim, o regulamento obrigava a disputar dois jogos decisivos, com os paulistas, que eram inferiores em tudo. Em 33 compromissos, a "Turma da Colina" fez 70 pontos (33 vitórias e 21 empates, marcando 69 e sofrendo 37 gols, saldo de 32), enquanto o adversário somava 58 pontos, seis vitórias e 12 gols a menos. Além de campeão, os vascaínos ainda tinham o principal artilheiro da competição, Edmundo, com 29 gols, quebrando o recorde que Reinaldo Lima, do Atlético-MG, mantinha desde 1977. Mais? Na partida de 11 de setembro, 6 x 0 sobre o União São João, de Araras-SP, o "Animal" marcara todos os tentos da pugna, recorde em uma só partida do Nacional.
Os dois duelos das finais do Campeonato Brasileiro-1997 tiveram o mesmo placar: 0 x 0. O primeiro foi no domingo 14 de dezembro, no Morumbi, em São Paulo, apitado por Antônio Pereira da Silva-GO. O Vasco, treinado por Antônio Lopes, formou com: Carlos Germano; Válber, Odvan, Mauro Galvão e Felipe; Nasa, Luisinho, Juninho Pernambucano (Mauricinho) e Ramon (Alex Pinho); Edmundo, Evair (Nélson). Nesta partida, Edmund foi expulso de campo, por jogo violento. Mas o Vasco conseguiu dar-lhe condições para a finalíssima, no "tapetão", baseado em um fato idêntico que, anteriormente, favorecera ao adversário. Assim, em 21 de dezembro de 1997, no Maracanã, em outro domingão, diante de 89.900 pagantes, o Vasco conquistou o seu terceiro título do Brasileiro  - os outros foram em 1974 e 1989 -, sob apito de Sidrack Marinho dos Santos (SE), jogando com: Carlos Germano; Válber, Odvan, Mauro Galvão e Felipe; Luisinho, Nasa, Juninho Pernambucano (Pedrinho) e Ramón (Alex Pinho); Edmundo, Evair (Nélson).

 
CAMPANHA: 16.07.1997  - Vasco 1 X 2 Corinthians (gol de Edmundo); 20.07.1997 -  Vasco 3 x 3 Juventude-RS (Brener, Mauro Galvão e Maricá); 23.07.1997  - 2 x 1 São Paulo (Evair e Pedrinho); 27.07.1997 - 1 x 0 Flamengo (Pedrinho); 30.07.1997 - 2 x 0 Goiás-GO (Evair (2); 03.08.1997 - 3 x 1 Fluminense (Edmundo, Ramon e Pedrinho); 17.08.1997 - 3 x 0 Bragantino-SP (Ramon, Edmundo e Valber); 20.08.1997 - 0 x 0 América-RN; 24.08.1997 - 1 x 3 Santos (Baiano (contra); 30.08.1997 - 3 x 2 Sport-PE (Edmundo (2) e Felipe); 06.09.1997 - 1 x 3 Grêmio-RS (Ramon); 11.09.1997 -  6 x 0 União São João-SP (Edmundo (6); 14.09.1997 - 2 x 4 Vitória-BA (Pedrinho e Edmundo); 17.09.1997  - 2 x 1 Internacional-RS (Odvan e Filipe Alvim); 20.09.1997 - 4 x 0 Paraná (Edmundo (2), Mauro Galvão e Evair); 28.09.1997 - 2 x 1 Portuguesa de Desportos-SP  (Edmundo e Luís Cláudio); 01.10.1997 - 2 x 1 Palmeiras (Edmundo e Juninho); 05.10.1997 - 2 x 1 Atlético-PR (Juninho e Edmundo); 08.10.1997 - Vasco 0 x 0 Cruzeiro; 11.10.1997 - 3 x 1 Coritiba (Edmundo (3); 19.10.1997 - Vasco 1 x 0 Botafogo (Evair); 26.10.1997  - Vasco 4 x 3 Criciuma-SC (Ramon (2) e Edmundo (2); 02.11.1997 - 3 x 1 Bahia (Edmundo (2) e Sorato); 04.11.1997 - 2 x 0 Atlético-MG (Evair (2); 08.11.1997 - 2 x 3 Guarani de Campinas-SP (Mauricinho e Ramon); 15.11.1997 - 3 x 0 Juventude-RS (Juninho, Adílson (contra) e Edmundo); 23.11.1997 -Vasco 1 x 1 Flamengo (Mauro Galvão); 26.11.1997 - 2 x 1 Portuguesa-SP (Juninho e Edmundo); 29.11.1997 - 3 x 1 Portuguesa-SP (Evair, Ramon e Branco (contra); 03.12.1997 - 4 x 1 Flamengo (Edmundo (3) e Maricá); 07.12.1997 - 1 x 1 Juventude-RS (Pedrinho); 14.12.1997 - Vasco 0 x 0 Palmeiras; 21.12.1997 - Vasco 0 x 0 Palmeiras.

Acrescente à  VASCODATA 21 de dezembro: Vasco 1 x 1 Fluminense, em 1947, com o gol cruzmaltino marcado por Lelé, valendo pelo Campeonato Carioca, no jogo 1.114 da moçada, em um domingo, nas Laranjeiras. Foi o 49º clássico entre eles pelo Estadual, com Flávio Cosa mandando esta turma em campo: Barbosa, Augusto e Rafagnelli; Ely, Danilo e Jorge; Djalma, Lelé, Dimas, Friaça e Chico. 

           HÁ 19 ANOS, A TORCIDA VASCAÍNA COMEMORAVA RTAS CENAS

Edmundo foi um "Animal" indomável, o craque do campeonato, batendo o recorde de gols: 29 pipocas na chapa. Abaixo, Edmundo e Evair comemoram mais um gol.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário