Vasco

Vasco

sexta-feira, 7 de abril de 2017

HISTORI&LENDAS DA COLINA - AUGUSTO

1 - O lateral-direito Augusto da Costa foi o capitão da Seleção Brasileira na Copa do Mundo-1950. Vascaíno, entre 1945/1954, carioca, nascido em 22 de outubro de 1922. Em 20 jogos pelo selecionado, obteve 14 vitórias, três empates e três quedas, tendo sido campeão da Copa Rio Branco-1947 e do Campeonato Sul-Americano-1949. Marcou só um gol nessa sua história "selecionaria".
  UM CAPITÃO MUITO ECONÔMICO NOS GASTOS COM AS REDES.

2 - 24 de maio de 1931 - O Vasco encarou o uruguaio Sudamérica, amistosamente, em São Januário, com dois apitadores. Começou com Jorge Marinho, ligado ao Fluminense, e terminou com Carlos Scapinachis, atleta e jornalista no Uruguai. Na época, o futebol uruguaio, campeão da primeira Copa do Mundo-1930, e da Olimpíada-1928, era fortíssimo. Até clube sem expressão, como o Sudamérica, que não era da primeira divisão, despertava a atenção dos brasileiros. Reforçado por atletas de Wanderers, Olympia Club, Peñarol e Nacional, aquela galera veio excursionar ao Brasil. O Vasco mandou-lhe 4 x 2, com gols de Mattos (2) e Paes (2), jogando com: Jaguaré, Brilhante e Itália; Tinoco, Fausto e Molla (Nevi); Bahianinho, Paes, Waldemar, Mattos e Sant’Anna.
NOME DO FILME: DOIS APITOS E SEIS GRITOS (DE GOL).

3 - 1993 - O Vasco foi indiscutível durante a campanha pelo título da Taça Rio. Nas finais, mandou 2 x 0 e 2 x 1, além de um 0 x 0, com no Fluminense. Foram 16 vitórias, cinco empates e quatro quedas, marcando 47 gols e sofrendo 19. A“Turma da Colina” ainda teve o principal artilheiro, Valdir 'Bigode', com 19 bolas nas redes.
VALDIR "BIGODE", FEZ CABELO E BARBA.
4 - 31 de março de 1928 – O Vasco enfrentou o uruguaio Montevideo Wanderers, para marcar a inauguração das arquibancadas atrás de uma das balizas e dos refletores do estádio de São Januário. Venceu, por 1 x 0, com um gol olímpico marcado por Sant'Anna, no segundo tempo. Torcedores vascaínos fanáticos dizem que foi o primeiro do mundo. Lenda! Pode ter sido o primeiro do Brasil, pois, em 2 de outubro de 1924 – Argentina 2 x 1 Uruguai –, o argentino Onzari já havia marcado o gol batizado por “olímpico”, um sarro nos uruguaios que, em junho, haviam voltado da França com a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos.
 
5 - Vascaínos fanáticos dizem, também, que em Vasco 1 x 0 Wanderers, ocorreu o primeiro jogo sob luz artificial no Brasil. Outra lenda. A primazia é dos desportistas da cidade gaúcha de Pelotas que, em 25 de dezembro de 1915, promoveram um amistoso noturno entre União x Brasil. E mais: em 1914, o Villa Izabel-RJ já havia disputado dois jogos à noite, iluminados por faróis de bondes estacionados ao lado do muro de seu campo, no Jardim Zoológico.

6 - Roberto Dinamite venceu Amadeu Pinto da Rocha, candidato de Eurico Miranda, e tornou-se presidente do Vasco, encerrando um período de mais de 20 anos de domínio dos “euriquistas”. Ele obteve 140 votos, contra 103 de Amadeu. Primeiro ex-atleta do clube a chegar à presidência, Roberto assumiu o cargo em 1º de julho. “Joguei 20 anos no Vasco..... O Vasco tem que ser uma equipe campeã, mas não só em campo. Tambémfora, com respeito a todos. Era a vontade dos torcedores de todo o Brasil. ... A vitória não é só minha. É uma conquista da nossa chapa, que representa de 10 a 20 milhões de torcedores”, discursou Roberto, após a vitória que já era clara pouco antes de 1h da manhã, quando a chapa de Roberto venceu a eleição para o Conselho Deliberativo por 146 a113.

7 - 20.06.1982 - Vasco 1 x 1 Portuguesa de Desportos. Vanderlei Luxemburgo, em início de carreira, apadrinhado e substituindo Antônio Lopes, dirige o time cruzmaltino. A Lusa do Canindé entra na história vascaína tendo sido, também, o time do qual Roberto Dinamite vestiu a camisa para enfrentar a rapaziada da Colina, pela primeira vez: em 21 de outubro de 1989.
8 - Quatro jogadores que vestiram a camisa cruzmaltina foram capitães da Seleção Brasileira em Copas do Mundo: Leônidas da Silva; Hideraldo Luiz Bellini, Orlando Peçanha de Carvalho e Carlos Caetano Bledhorn Verri, o Dunga.

9 - 26.10.1992 - Último gol de Roberto Dinamite, pelo Vasco, no 1 x 0 sobre o Goytacaz, pelo Estadual-RJ, em São Januário. Por adversários, foi assim que o Dinamite esvaziou o seu saco de maldades: Fluminense 43 gols; América 30; Botafogo 28; Americano 27; Bangu 27; Flamengo 27; Goytacaz 22; Portuguesa 22; Bonsucesso 19; Campo Grande 18; Olaria 14; São Cristóvão 14; Madureira 12; Internacional 11; Corinthians 10; Volta Redonda 10; Operário 8; Vitória 8; Santos 7; Grêmio 7 e Goiânia 7.

  10 - Estatística das 20 primeiras partidas Vasco x América-RJ: 13.05.1923 – Vasco 1 x 0; 22.07.1923 – Vasco 2 x 1; 07.06.1925 – Vasco 1 x 0; 08.11.1925 – Vasco 4 x 2; 09.05.1926 – Vasco 3 x 1; 25.07.1926 -  Vasco 5 x 2; 08.05.1927 – Vasco 1 x 0; 29.04.1938 – Vasco 1 x 0; 12.10.1928 – Vasco 1 x 1 América; 02.06.1929 – Vasco 2 x 1; 29.09.1929 – Vasco 2 x 0; 10.11.1929 – Vasco 0 x 0 América; 15.11.1929 – Vasco 1 x 1 América; 24.11.1929 – Vasco 5 x 0; 25.05.1930 – Vasco 1 x 1 América; 16.11.1930 – Vasco 0 x 1; 31.05.1931 – Vasco 1 x 0; 22.11.1931 – Vasco 1 x 4; 03.07.1932 – Vasco 2 x 0.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário