Vasco

Vasco

domingo, 23 de agosto de 2015

HISTORI&LENDAS CRUZMALTINAS

1 - O Vasco marchava para conquistar o Torneio Municipal de 1947. Sobrava e distribuía goleadas: 4 x 1 América; 8 x 0 Bangu; 6 x 1 Bonsucesso e 6 x 2 Olaria. Só na quinta rodada, penou um pouquinho para mandar 2 x 1 São Cristóvão.
No jogo seguinte, voltou a golear: 5 x 0 Canto do Rio. Mas tornou a derrapar: 2 x 2 Flamengo. O pior, porém, viria na próxima rodada:  0 x 4 do Botafogo. Mas, com 3 x 2 Fluminense e 4 x 2 Madureira, carregou a taça, relacionando oito vitórias, um empate e uma escorregada. Friaça foi o artilheiro, com 13 dos 40 gols marcados pelo time armado pelo treinador Flávio Costa, que sofreu só 15, tendo por base: Barbosa, Augusto e Rafanelli; Ely, Danilo e Jorge; Nestor (Djalma), Maneca, Friaca, LelÉ' e Chico. 

2 -  Friaça foi vascaíno em três oportunidades: de 1943 a 1949;  de 1951 a 1952, e de 1953 a 1954. Quando fez um pesseiozinho por fora da Colina, visitou o São Paulo, a Ponte Preta e o Guarani, estes dois de Campinas-SP, onde parou com a bola, em 1958. Pela “Turma da Colina”,  ganhou o Campeonato Carioca-1945; o Torneio Relâmpago e o Torneio Municipal-1946; o bi do Torneio Municipal-1947; o Carioca-1947 e o Sul-Americano de Clubes  Campeões-1948. Também, como vascaíno, ajudou a Seleção Brasileria a ganhar as Copa Rio Branco-1947/1950; a Taça  Oswaldo Cruz-1950  e o Pan-Americano-1952. Mas o maior título que ele conqusitou foi o Sul-Americano-198, pelo Vasco, o primeiro de um time brasileir no exteior. A rapaziad era: Barbosa; Augusto e Wilson (Rafanelli); Eli, Danilo e Jorge; Djalma, Maneca (Lelé), Friaca (Dimas), Ismael (Ademir) e Chico. Técnico: Flávio Costa. Já a sua primeira equipe canarinha foi: Barbosa (Luis Borracha); Augusto, Nilton (Nena) e Rui; Danilo, Noronha; Cláudio, Friaça (Carlyle), Heleno de Freitas (Adãozinho) e Jair Rosa Pinto, Chico (Canhotinho). Técnico: Flávio Costa.

3 -  A maior goleada cruzmaltina rolou pra cima do Canto do Rio, um time de Niterói e que não disputa mais as temporadas do futebol carioca, desde 1964. Foi a maior, também,  em jogos oficiais do Estadual-RJ, por 14 x 1, em 6 de setembro de 1947.  Seguem cinco balaiadas por 11 x 0, em cima de: Andarahy-RJ (29.12.1937); Brasil-RJ (01.05.1927); São Cristóvãol-RJ (03.07.1949); Göteborg, da Suécia (22.05.1959); Combinado de Trondheim, da Noruega (01.06.1961) e Combinado de Petrópolis-Rj (13.02.1988). Os outros integrantes dos “times mais castigados” levaram 10 x 0 e foram: Brasil-RJ (16.06.1935); Bonsucesso-RJ (21.05.1944) e Colatinense-ES ( 09.05.1954). Desses jogos, Claudinha, diante do Canto do Rio, os dois contra o Brasil e o diante do Bonsucesso foram em São Januário. O Andarahy caiu dentro no estádio do Fluminense, nas Laranjeiras, e os demais aconteceram na casa dos anfitriões.  

4 - O atacante vascaíno Índio, da Seleção Brasileira sub-17, foi eleito o melhor jogador da "Copa Dois de Julho", em julho de 2013, com vitória sobre o time do Bahia, por 2 x 1, em Lauro de Freitas, pertinho de Salvador. O time canarinho sagrou-se vencedor invicto, contando com mais um carinha da "Turma da Colina", o garoto Lorran. Eleito, pela terceira vez, o melhor  da "seleção brasileirinha", - as outras duas foram na última Copa América e no Torneio Internacional da Espanha -, Índio declarou:  "Não posso dizer que estou acostumado a ser eleito o melhor jogador de uma competição, mas é sempre importante este tipo de conquista, para a carreira de qualquer jovem", lembrou ele ao  site oficial do Vasco (www.crvascodagama.com.br), ao qual o "Kike" agradece pela reprodução desta foto, que não tem crédito.

5 - Vasco x Fluminense, entre 11 de março de 1923 e 21 de agosto de 2011, rolou por 344 oportunidades, por várias competições, com 130 vitórias cruzmaltinas (37,79%) e 99 empates (28,78%). A rapaziada da camisas da faixa mandou 513 bolas nas redes tricolores, à média de 1,49 por partida.  Resultados do "Initium", o Torneio Inicio, como era escrito, antigamente: 28.03.1926 - Vasco 1 x 0 Fluminense (Laranjeiras); 29.03.1931 - Vasco 1 x 0 Fluminense (Laranjeiras); 14.04.1940 - Fluminense 0 x 0 Vasco (escanteios 2 x0 – Laranjeiras; 28.03.1943 - Fluminense 1 x 0 Vasco (Laranjeiras); 29.07.1951 - Fluminense 0 x 0 Vasco (pênaltis 3 x 2 – Maracanã); 10.08.1952 - Vasco 2 x 0 Fluminense (Maracanã); 05.07. 1953 - Vasco 1 x 1 Fluminense (pênaltis 2 x 1 – Maracanã); 15.08. 1954 - Fluminense 0 x 0 Vasco (pênaltis 2x1 – Maracanã); 14.07.1957 - Vasco 1 x 0 Fluminense (Maracanã); 16.07.1961 - Vasco 1 x 0 Fluminense (Maracanã); 23.06.1963 - Fluminense 1 x 0 Vasco (Maracanã); 09.07.1967 - Vasco 0 x 0 Fluminense (pênaltis 5 x 2 – Maracanã); 13.03.1977 - Vasco 0 x 0 Fluminense (escanteios 3 x 0 – Maracanã).

6 - O primeiro Vasco x Flamengo oficial foi em 29 de abril de 1923, no campo da Rua Paysandu.  O Flamengo era o mandante, mas levou 3 x 1, com gols de Cecy (2) e Negrito, pelo Campeonato Carioca. A “Turma da Colina” jogou assim: Nelson, Leitão e Cláudio; Claudionor e Arthur; Paschoal, Torterolli, Cecy, Negrito, Nicolino e Arlindo. O treinador era o uruguaio Ramón Platero. Na década de 1920, houve 12 jogos pelo Campeonato Carioca. Foram seis vitórias cruzmaltinas, quatro rubro-negras e dois empates: Confira: 29.04.1923 - Vasco 3 x 1 Flamengo; 08.07.1923 - Vasco 2 x 3; 28.06.1925 - Vasco 0 x 2; 15.11.1925 - Vasco 1 x 1 Flamengo; 13.05.1926 - Vasco 2 x 2 Flamengo; 12.09.1926 - Vasco 2 x 1; 19.06.1927 - Vasco 0 x 3; 04.09.1927 - Vasco 1 x 2; 03.06.1928 - Vasco 3 x 0; 30.09.28 - Vasco 2 x 1; 14.07.1929 - Vasco 3 x 2; 27.10.1929 - Vasco 1 x 0.





 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário