Vasco

Vasco

terça-feira, 8 de novembro de 2016

O VASCO NOSSO DE CADA DIA - 08.11

Coincidentemente, a data 8 de novembro marca o primeiro e o último gol vascaíno de duas feras da galera, Jardel e Edmundo. E com outras duas coincidência: em jogos com vitória por 1 x 0, a chamada contagem mínima”, como falavam os locutores esportivos de antigamente, e com os goleadores saindo do banco dos reservas, para liquidarem as presas. Já rolou, também, Romário comemorando, goleadas, vitórias em clássicos e  tradicionais fregueses bastidos. É a marca do "Almirante" na data. É só conferir:  

VASCO 4 x 2 AMÉRICA-RJ – Duelo pelo Campeonato Carioca-1925, disputado na casa do "Diabo", na Rua Campos Salles. Ernani Reis apitou e os tentos vascaínos saíram com Russinhoi (2), Bolão e Torterolli. O time que bateu: Nelson; Leitão e José Manoel; Brilhante, Claudionor e Arthur; Paschoal, Torterelli, Russinho, Fernandes e Milton.
VASCO 3 X 2 FLUMINENSE - Clássico do segundo turno do Campeonato Carioca-1931 e vitória importante por ter sido, também, na casa do rival, o estádio das Laranjeiras. Luiz Neves apitou e Sant’Anna, Albino (contra) e Eloy cravaram bola na rede dos tricolores. Para esta vitória, o treinador Harry Welfare dispôs de: Rolim, Brilhante e Itália; Tinoco, Nesi e Mola; Bahianinho, Mário Mattos, Russinho, Ghizone (Eloy) e Sant'Anna.

VASCO 3 X 0 AMÉRICA-MG - Amistoso de 1955, em uma terça-feira, na casa do convidante, com gols marcados pelo paraguaio Parodi, o paulista Pinga e o pernambucano Ademir Menezes. Foi o jogo 1561 da história cruzmaltina.
 
VASCO 4 X 1 MADUREIRA - Cumprimento de obrigação pelo segundo turno do Campeonato Carioca-1959. Ainda mais porque foi em São Januário. Pinga (2), Sabará e Delém machucaram os velhos fregueses, que escutaram o apito de Jorge Paes Lema. O treinador Francisco deSouza Ferreira, o Gradim, mandou esta rapaziada esnobar: Miguel, Paulinho de Almeida, Bellini e Russo; Écio e Dario; Sabará, Almir, Delém, Roberto Pinto e Pinga.
 
VASCO 3 X 0 BAHIA - Amistoso de 1960, na Boa Terra, que sempre convidava o "Almirante" a visita-la.  Jogado em uma terça-feira, teve Vanderlei, Laerte e Sabará contando com a ajuda de todos os santos dos gramados.  

VASCO  2 x 0 MADUREIRA -  Quinta rodada do segundo turno do Estadual-1978. Jogo em São Januário, apitado por José Roberto Wrigtht, perante 9.758 pagantes. Ramon Pernambucano, aos 5 minutos do primeiro tempo, e aos 23 da etapa final, compareceu ao barbante. Time do jogo: Leão, Orlando 'Lelé' Abel Braga (Fernando), Gaú­cho e Paulo César; Helinho e Guina; Washing­ton Oliveira, Carlos Alberto Garcia, Garcia (Paulinho), Roberto Dinamite e Ramón.

VASCO 5 X 1 OPERÁRIO-VG - Vitória facílima, em noite de quinta-feira, no Maracanã, pelo Brasileiro-1979, época em que a Confederação Brasileira de Desportos ajudava o regime militar dos generais-presidente, colocando na disputa times que poderiam render votos aos candidatos da ARENA, caso do Operário, de Várzea Grande, em Mato Grosso. Valeu pela segunda fase do então chamado Nacional, assistido por 11.330 pagantes, com Zandonaide abrindo o placar, aos 35 minutos da etapa inicial. Paulinho II fez o segundo, aos 38, seguindo-o Guina, aos 42. Zadonaide voltou à rede, aos 18 do segundo tempo, e Roberto Dinamite encerrou a farra, aos 38. Oto Glória comandava esta rapaziada com fome de gols: Leão, Paulinho II, Orlando 'Lelé', Ivan, Marco Antônio, Zé Mário (Paulo Roberto), Guina (Peribaldo), Katinha, Roberto Dinamite e Paulinho Massariol.  O jogo

VASCO 1 X 0 OLARIA - Valeu pelo segundo turno do Estadual-1992, na casa do adversário, o chamado "Alçapão" da Rua Bariri, onde o apito ficou com Daniel Pomeroy. Jogo de público pequeno – 6.400 pagantes –, em estádio pequeno, com o pequeno placar movimentado por Jardel aos 83 minutos. Joel Santana estava comandando este time vascaíno: Carlos Germano; Luis Carlos Winck, Jorge Luis, Alexandre Torres e Cássio; Luisinho, Leandro, Bismarck e William (Tinho); Valdir (Jardel) e Edmundo. 

Romário trezentou

VASCO 1 X 0 CORINTHIANS - Rolava a 22ª rodada do Campeonato Brasileiro-2001. O 8 de novembro era em uma quinta-feira e não impediu  os dois times de se enfrentaram  à tarde, em São Januário.  A "Turma da Colina" chegou à rede, com Jamir, aos 34 minutos do segundo tempo. Pena que só 1.740 pagantes – renda de R$ 9.895,00 – assistiram ao 300º jogo de Romário com a camisa cruzmaltina.  Luciano Augusto Almeida-DF apitou a pugna que teve a turma do "Baixinho" escalada assim, pelo técnico Paulo César Gusmão: Helton; Rafael Pereira, Geder, João Crlos e Gilberto: Jamir, Bóvio (Geovani), Fabiano Eller (Paulo César) e Léo Lima; Ely Thadeu (Léo Macaé) e Romário.

VASCO 3 X 1 PARANÁ - Noite de quarta-feira, em São Januário, com 13.759 pagantes prestigiando a 34ª rodada do Campeonato Braisleiro-2006. Leonardo Gaciba da Silva-RS apitou e Fábio Braz, ... e foram ao filó. O treinador Renato "Gaúcho" Portaluppi mandou esta rapaziada fazer o serviço: Cássio: Wagner Diniz, Fábio Braz,  Dudar (Jorge Luís)  e Diego; Andrade (Amaral), Ramon Menezes e Morais (Abedi); Jean e Leandro Amaral.   

VASCO 1 X 0 SANTOS - Rolou, também, em São Januário, e foi mais uma página marcante da história vascaína: o último gol de Edmundo com a jaqueta da "Patota do Almirante". Aconteceu em 2008,  também, pelo Brasileirão.  Elmo Alves Resende Cunha-GO apitou o jogo que teve público de 21.310 pagantes, renda de R$ 277.790,00 e gol de do "Animal”, aos 28 minutos do segundo tempo. Renato "Gaúcho” Portaluppi era o treinador deste time cruzmaltino:  Rafael; Eduardo Luiz, Jorge Luiz, Odvan (Edmundo) e Wagner Diniz; Jonílson, Mateus (Leandro Bonfim), Madson e Rodirgo Antonio; Alex Teixeira e Leandro Amaral. 

Acrescente na VASCODATA 8 de novembro: Vasco 21 x 2 Volta Redonda, em 1981
(Foto de Romário acima à esquerda reproduzida do arquivo do Jornal de Brasília, onde está registrada sob o número 274, em 30.01.1988. Edmundo, abaixo à direita,  foi capa da Placar Nº 1157, de novembro de 1999). 






 
 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário