Vasco

Vasco

terça-feira, 15 de novembro de 2016

CRUZMALTINADAS DO "REI PELÉ"

Este é o fato e esta a foto que todo time gostaria de ter: Pelé com a camisa do Vasco da Gama. Foi com ela que o futuro “Rei do Futebol” despertou as atenções do treinador Sylvio Pirillo, que o convocou para a Seleção Brasileira, após ver em ação ume garoto atrevido, jogando pelo Combinado Vasco/Santos, no Maracanã, pelo Torneio Internacional do Morumbi.
Em 19 de junho de 1957, o time, que usou a camisa cruzmaltina, em todos os jogos no “Maraca”, goleou o português belenenses, por 6x1, com Pelé marcando os três primeiros gols, todos no primeiro tempo. Por sinal, os seus primeiros tentos internacionais.
Pelé voltou a vestir a jaqueta vascaína nos dias 22 e 26, respectivamente, durante os empates, ambos por 1 x 1, contra o então iugoslavo Dínamo de Zagreb, e o Flamengo. Deixou o seu tento em ambas as partidas.
Quanto ao combinado, vale ressaltar que, dos astros vascaínos, só Paulinho de Almeida e Bellini participaram, porque estavam convocados para a Seleção Brasileira que disputaria a Copa Roca, contra a Argentina, e não viajaram para uma excursão à Europa, bem como Wagner, Iedo, Artoff e Valdemar. De sua parte, Pelé, aos 16 anos, ainda reserva e seu apelido confundia os repórteres cariocas: Pelé, ou Pelê. 
Enquanto isso, o torneio não comoveu os torcedores e não chegou ao final. Pelé fez mais um jogo pelo combinado, mas com a camisa santista, no empate, por 1 x 1 com o São Paulo, em 29 de junho, marcando gol . Confira as fichas técnicas dos jogos do Pelé cruzmaltino, que nesta foto acima (reproduzida do blog.maismemória.net) aparece ao lado de Álvaro e Jair:

19.061957 – Vasco/Santos 6 X 1 Belenenses-POR. Torneio Internacional do Morumbi. Estádio: Maracanã. Juiz: Amílcar Ferreira. Gols: Pelé (3), Álvaro (2), Pepe e Matateu. COMBINADO: Wagner, Paulinho e Bellini; Ivan, Urubatão e Brauner; Iedo (Artoff), Pelé, Álvaro, Jair (Valdemar) e Pepe. BELENENSES: Pereira, Polido (Moreira), Pires e Carlos Silva; Pires e Vicente (Pelefero); Dimas, Faia, Ricardo Peres, Matateu e Tito.

22.06.1957 - Vasco/Santos 1 x 1 Dínamo Zagreb-IUG. Torneio Internacional do Morumbi. Estádio: Maracanã. Juiz: Frederico Lopes. Gols: Pelé, Panko. COMBINADO: Wagner, Paulinho e Bellini; Ivan, Urubatão e Brauner; Iedo (Artoff), Pelé, Álvaro, Jair (Valdemar) e Pepe. DÍNAMO ZAGREB: Irovic, Sikio, Crocovic, Croncovic; Koskat e Horvat; Panko(Gaspert), Cercovic, Kong, Angic, Lipozonovic.

26.06.1957 – Combinado Vasco/Santos 1 x 1 Flamengo – Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro. Torneio Internacional do Morumbi; Juiz: Anver Bilate; Gols: Pelé (Vasco-antos) e Dida (Flamengo). VASCO/SANTOS: Manga, Paulinho, Bellini e Ivan; Urubatão e Brauner; Iedo (Pagão), Pelé, Del Vecchio (Pepe), Jair Rosa Pinto e Tite. FLAMENGO: Ari, Joubert, Pavão e Jordan; Jadir (Dequinha) e Mílton Copolilo; Luiz Carlos, Moacir, Henrique (Duca), Dida e Zagallo (Babá).

29.06.1957 - Vasco/Santos 1 x 1 São Paulo. Torneio Internacional do Morumbi. Estádio: Morumbi. Juiz: Walter Galera. Gols: Pelé e Nei. COMBINADO: Manga, Paulinho e Bellini, Ivan; Urubatão e Brauner; Iedo, Pelé, Del Vecchio, Valdemar (Darci) e Pepe. São Paulo: Paulo, De Sordi (Clélio), Mauro e Riberto; Bauer e Vítor (Ademar); Maurinho, Nei, Gino (Baltazar),  Maneca e Sílvio.
 
REVASCAINADO - Em 19 de novembro de 1969, quando marcou o seu milésimo gol, cobrando pênalti diante do Vasco, no Maracanã, Pelé "revestiu" a camisa do clube que o lvou para a Seleção Brasileira.
 Foi o roupeiro cruzmaltino Chico quem teve a ideia de vascainá-lo, com a jaqueta de número 1.000. Pelé topou numa boa a homenagem, pois sempre se disse torcedor do Vasco no futebol carioca. (REPRODUÇÃO DA REVISTA GRANDES CLUBES).



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário