Vasco

Vasco

terça-feira, 30 de maio de 2017

ALMIRANTE CONTRA MANÉ

O Campeonato Carioca de 1953 ganhara uma grande atração: um cara todo torto, pela ponta-direita do ataque do Botafogo. Chamado, inicialmente, pela imprensa, por Gualicho, o nome de um cavalo de corridas, ele consagrou-se mesmo foi com o apelido de Garrincha. Na verdade, Manoel dos Santos.
Garrincha, apelidado, algum tempo depois,  por Mané Garrincha, vestira a camisa alvinegra, pela primeira vez, em uma partida do time de aspirantes, vencendo o Avelar, por 1 x 0, em 21 de junho daquele 1953. Passado uma semana, já estava no time profissional, ajudando a golear o Cantagalo, por 5 x 1. Oficialmente, a estreia seria em 19 de julho, ainda de  1953. pelo Campeonato Carioca, marcando três gols nos 6 x 3 sobre o Bonsucesso.

Em 27 de dezembro daquela temporada, Garrincha estava no 1 x 1, com o Vasco, no Maracanã. Ele vinha sendo um demônio de pernas tortas naquele campeonato, quando marcou 20 gols em 27 jogos – dois a menos do que o principal artilheiro da competição, o paraguaio Benitez, do campeão Flamengo. Com 37 pontos, os alvinegros (16 vitórias, 5 empates, 6 derrotas, 59 gols pró e 28 contra) ficaram em terceiro lugar, deixando o Vasco, com 34 pontos, em quarto lugar (12 vitórias, 10 empates, 5 derrotas, 68 gols pró e 40 contra).
No entanto, na primeira temporada de Garrincha, que viria a ser um dos maiores astros da história do futebol, ele não venceu os vascaínos, dos quais, por sinal seria um grande freguês. Em 20 jogos, entre 1953 e 1965, pelo Botafogo, perdeu 20, empatou sete e ganhou 10. Depôs, o Mané, perderia, por 3 x 0, defendendo o Corinthians, em 1966, e por 2 x 0,em 1968, por 2 x 0, pelo Flamengo – pelos alvinegros, a última partida contra o Vasco foi em 5 de setembro de 1961, caindo, por 2 x 1, na final da I Taça Guanabara.  

Vasco 1 x 1 Botafogo,  segundo jogo de Garrincha contra a “Turma da Colina”, valeu pelo terceiro turno do Cariocão-1953, no Maracanã, apitado por Alberto da Gama Malcher. Rendeu Cr$ 765 mil, 690 cruzeiros e 60 centavos e teve gols vascaíno de Alvinho (foto/D) e alvinegro de Carlyle, ambos no segundo tempo. Flávio Costa era o treinador da cruz de malta, com seu time sendo: Osvaldo Baliza, Beto e Haroldo; Ely, Mirim e Jorge; Sabará, Vavá, Alvinho, Pinga e Djayr. O Botafogo teve: Gilson, Gérson, Nílton Santos, Arati, Bob, Juvenal, Garrincha, Ceci, Carlyle, Jaime e Vinícius. Técnico: Gentil Cardoso.
Detalhe: o primeiro jogo de Garrincha contra o Vasco foi em 15 de agosto de 1953, pela sexta rodada do primeiro turno do Campeonato Carioca, no Maracanã e a “Turma da Colina” goleou, por 4 x 1, com gols de Maneca (3) e Pinga – Vinícius fez o alvinegro. Carlos de Oliveira Monteiro apitou e a renda foi de Cr$ 777 mil, 958 cruzeiros e 70 centavos. O Vasco foi:  Ernâni, Mirim e Bellini; Ely, Danilo e Jorge; Sabará, Maneca, Ipojucan, Pinga e Alvinho. Técnico: Flávio Costa. O Botafogo contou com: Gilson, Gérson, Nílton Santos, Arati, Bob, Juvenal, Garrincha, Geninho, Dino, Ariosto e Vinícius.Técnico: Gentil Cardoso.


 
 
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário