Vasco

Vasco

sexta-feira, 31 de março de 2017

HISTORI&LENDAS DA COLINA - FINAISFLA

1 -  A primeira decisão entre Vasco e Flamengo, sem incluir jogos do Tornei Inicio, foi o Quadrangular Internacional do Rio de Janeiro, em 3 de fevereiro de 1953, com participações, também, dos argentinos Racing e Boca Juniors. O Vasco mandou 5 x 2, de virada, com o adversário jogando pelo empate. O "Urubu" abriu o placar, aos seis minutos; Chico empatou, aos 21, mas o rival voltou a passar à frente,  aos 23. No entanto, dali por diante, só deu os cruzmaltinos: Ademir Menezes, aos 28 e aos 49, e Sabará, aos 32 e aos 75 minutos acabaram com aquela onda?. Quem esteve em campo? Barbosa, Augusto e Haroldo; Ely (Mirim), Danilo e Valter; Sabará, Ademir, Ipojucan, Alvinho (Vavá) e Chico. 

2 - Em 3 de fevereiro de 1980,  Vasco 1 x 0 Flamengo, pelo Torneio José Fernandes, em Manaus, marcou a primeira decisão entre ambos, fora do Rio de Janeiro. Aconteceu no já demolido Estádio Vivaldo Lima, apitado por Odílio Mendonça da Silva-AM.  Zandonaide, aos 40 minutos, marcou o gol que valeu o caneco par este time: Leão; Orlando (Paulinho Pereira), Ivan, Léo, Marco Antônio; Zé Mário, Guina e Paulo Roberto; Wilsinho, Paulinho e Zandonaide.

 3 - Todas as decisões em que  os vascaínos levaram a melhor sobre os rubro-negros: 1926 – Vasco 1 x 0 – Torneio Início; 1944 – Vasco 3 x 1 – Torneio Início; 1953 – Vasco 5 x 2  – Quadrangular Internacional do RJ; 1958 – Vasco 1 x 1 Flamengo – Campeonato Carioca; 1965 – Vasco 4 x 1 – Torneio Internacional IV Centenário do RJ; 1975 – Vasco 1 x 0  – Terceiro Turno do Campeonato Carioca; 1976 – Vasco (5) 1 x 1 (4) Flamengo – Taça Guanabara; 1977 – Vasco (5) 0 x 0 (4) Flamengo – Segundo Turno do Estadual; 1980 – Vasco 1 x 0  – Torneio José Fernandes, em Manaus-AM; 1981 – Vasco 1 x 0  – Torneio João Havelange, em Governador Valadares-MG; 1982 – Vasco 1 x 0 – Campeonato Estadual; 1986 – Vasco 2 x 0 – Taça Guanabara; 1987 – Vasco 1 x 0 – Estadual; 1988 – Vasco 3 x 1 – Terceiro Turno do Estadual; 1988 – Vasco 1 x 0  – Estadual; 1993 – Vasco 1 x 0 – Copa Rio; 1998 – Vasco 0 x 0 Flamengo – Taça Guanabara; 1999 – Vasco 2 x 0 – Taça Rio. 

4 - Em 1932, rolava o Torneio Preparatório, e o Vasco tinha grandes possibilidades de conquistá-los. Em quatro jogos – havia mandado 3 x 1 no Botafogo (27.03), no estádio do rival, à Rua General Severiano e 4 x 2 sobre o Carioca (03.04), no campo da Estrada Dona Castorina. Caíra só diante do São Cristóvão, na Rua Figueira de Mello, por 4 x 5 (10.04), estando a um ponto de América, Bangu, Bonsucesso e Fluminense. Poderia, perfeitamente, ultrapassá-los. No entanto, o Conselho de Fundadores da Associação Metropolitana de Esportes, de repente, suspendeu o andamento das disputas que deveriam rolar em 14 de abril, e marcou o Torneio Início, para três dias depois. Comprovando que poderia ser o campeão, na nova competição, disputada em São Januário, o Vasco foi demolindo adversários, até carregar o caneco: 1 x 0 São Cristóvão; 2 x 0 Flamengo e 1 x 0 Botafogo. Confira as ficha dos três jogos:

5 - Vasco 1 x 0 São Cristóvão – 17.04.1932 – Juiz: Manoel Dias André. Gol: Paschoal. VASCO: Marques, Domingos e Itália; Gringo, Mamão e Lino; Paschoal, Paes, Orlando, Bahia e Odir. Vasco 2 x 0 Flamengo –  17.04.1932 – Juiz: Leandro Carnaval. Gols: Paschoal e Paes. VASCO: Marques, Domingos e Itália; Gringo, Mamão e Lino; Paschoal, Paes, Orlando, Bahia e Odir.  Vasco 1 x 0 Botafogo – 17.04.1932 – Juiz: Luiz Neves. Gol: Paes. VASCO: Marques, Domingos e Itália; Gringo, Mamão e Lino; Paschoal, Almeida, Paes, Bahia e Odir.

6 - A Federação Paulista de Futebol programou, para 3 de abril de 1955,  a festa comemorativa da conquistas, pela sua equipe, do Campeonato Brasileiro de Seleções, que era a grande competição da época. Esperava uma tarde confirmativa. Esperava! A “Turma da Colina” foi ao Pacaembu e estragou o programa do anfitrião, mandando 3 x 1, com gols de Pinga (2) e Parodi. Antônio Musitano apitou e o “Almirante” estraga-prazer chamava-se: Vitor Gonzalez, Paulinho de Almeida e Bellini; Ely, Laerte e Dario (Riberto); Sabará, Ademir (Wilson), Vavá (Alvinho), Pinga e Parodi.

7 -   Na data 22 de maio, o Vasco coleciona dois empates por 3 x 3. Em 1956, com o espanhol  Valência, amistosamente, durante excursão à Europa, e, em 999, com o Olaria. Este valeu pelo segundo turno do Estadual-RJ, jogado em São Januário, sob apitagem de Jorge Rabello. O resultado deixou a rapaziada com uma série de 42 partidas invictas diante do adversário por estaduais

Nenhum comentário:

Postar um comentário