Vasco

Vasco

sábado, 24 de setembro de 2016

O VASCO NOSSO DE CAD DIA - 24.09

Peixe afogado, maior rival levando virada, paraenses amigos de fé desconsiderados e "manezinhos" da ilha de Florianópolis dando trabalho. Histórias dos 24 de setembro.  

VASCO 6 X 3 SANTOS - A "Turma da Colina" disputava amistosos com o "Peixe" desde 1927. Já havia vencido três e empatado dois, em sete jogos, quando foram para mais um, no 24 de setembro de 1953, na Rua Teixeira de Castro, no Rio de Janeiro, em uma quarta-feira. E jogou a iscas na goela do bicho, isso é,  Pinga (2), Dejayr (2), Alvinho e Ademir Menezes. Aquela foi a vitória sobre os santistas com o maior número de gols. Antes, rolara 4 x 0, em 1933; 4 x 0 em 1988 e 4 x 0 em 2007, com as três refregas em São Januário, fora da “Era Pelé”. Com o “10” no “relvado”,  há 5 x 1, em 1970, e 3 x 0, em 04.04.1965, ambas no Maracanã. Na Vila Belmiro, já pintou 5 x 3, em 26 de agosto de 1995.  Totalizando: 18 amistosos, com 10 vitórias e quatro empates.
   
VASCO 2 X 1 FLAMENGO -  Em 1950, com o “Expresso da Vitória” nos trilhos, o maior rival foi o atropelado do 24 de setembro. De virada, em uma tarde de domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Carioca em que o título foi parar na Colina. Ademir Menezes e Alfredo II  marcaram os tentos do jogo apitado por George Dickens e ouvido por   43.976 pagantes. Flávio Costa era o chefe da turma formada por: Barbosa, Augusto e Wilson; Ely, Danilo e Jorge; Alfredo II, Maneca, Ademir Menezes, Ipojucan e Dejayr.

VASCO 3 X 0 TUNA LUSO - O “apanhão” da vez tinha ligações lusitanas. Mas os “lusos cariocas” não queriam nem saber. Mandaram ver pra cima dos paraenses, pelo Campeonato Brasileiro-1986, no Estádio Governador Alacid Nunes, em Belém, em uma quarta-feira, diante 5.242 pagantes, que deixaram na casa a graninha de Cz$ 87 mil, 370 cruzados, moeda que “mandou dizer” que não era coisa do português colonizador. José de Assist Aragão-SP apitou a pugna, que teve “golos” de Gersinho, aos 31 minutos do “primairo” tempo; Mazinho, aos 7, e Geovani, aos 32 da etapa final. O técnico vascaíno era Joel Santana e seus “gajos” assinavam: Acácio; Chiquinho, Fernando, Juninho e Pedrinho; Josenlton, Mazinho, Geovani e Gersinho (Santos); Romário e Zé Sérgio.

VASCO 1 X O FIGUEIRENSE - Teve gol marcado pelomeia Ademir, aos 35 minutos do primeiro tempo,  valendo pelo Campeonato Brasileiro-1975, na casa do adversário, o catarinense Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. A "Turma da Colina" do dia era: Mazaropi, Toninho, Miguel, Renê, Deodoro, Alcir, Zanata, Ademir, Freitas (Carlinhos), Roberto Dinamite e Luís Carlos Lemos, treinados por Mario Travaglini.

 VASCO 2 x 0 NITEROI - Jogo do primeiro turno do Estadual-1980, no Estádio Casio Martins, em Niterói, apitado por Luís Carlos Dias Braga, conferido por 10 283 almas. Paulo César "Caju", aos 37 minutos do primeiro tempo, e Marquinho Carioca, também chamado de  Marco Antônio II´,  aos 23 da etapa final, visitaram as redes, erpresentando este time: Mazaropi; Orlando, Ivã, Leo e Marco Antônio; Pintinho, Paulo Cesar e Marco Antônio II; Wilsinho; . Roberto e João Luis (Guina). O treinador era Mário Jorge Lobo Zagallo.
 A "Vascodata" 24 de setembro inclui: 24.09.1939 – Vasco 1 x 1 São Cristóvão;  24.09.1989 – Vasco 2 x 2 Bahia; 24.09.2006 – Vasco 0 x 0 Botafogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário