Vasco

Vasco

segunda-feira, 5 de junho de 2017

HISTORI&LENDAS DA COLINA - BONSUÇA

1 - Na década de 1970, Vasco e Bonsucesso se enfrentaram por 20 vezes. Confira datas e placares: 28.06.1970 – Vasco 2 x 1; 13.04.1971 -  1 x 1; 26.06.1971 – Vasco 1 x 0; 22.04.1972 – 1 x 0;  14.05.1972 – 1 x 1; 26.08.1972 – 0 x 1; 18.03.1973 – 0 x 0; 20.05.1973 – 0 x 0; 29.07.1973 – Vasco 2 x 0; 14.08.1974 – Vasco 1 x 0; 09.10. 1974 – 0 x 0; 07.12.1974 – Vasco 3 x 2; 05.03.1975 – 0 x 1; 21.05.1975 – Vasco 1 x 0; 28.03.1976 -  Vasco 2 x 0; 18.05.1977 – Vasco 2 x 1; 24.08.1977 – Vasco 3 x 0; 01.10.1978 – Vasco 2 x 0; 01.11.1978 – Vasco 4 x 1; 06.06.1979 – Vasco 3 x 1; 28.07.1979 – 1 x 1. 

2 -  Durante o Campeonato Basileiro-1989, a imprensa carioca dizia que o Vasco tinha a "dupla caipira" Tita e Tato. Este marcou um dos 27 gols da rapaziada escalada pelo treinador Nelsinho Rosa, que armava o seu time-base com: Acácio; Luís Carlos Winck, Marco Aurélio, Quiñones (Célio Saiva) e Mazinho (Cássio); Zé' do Carmo, Marco Antônio Boiadeiro (Andrade) e William (Tato); Bebeto (Vivinho), Sorato (Tita) e Bismarck.

3 - Números da campanha e autores de gols que deram ao "Almirante" o título do futebol brasileiro-1989: 07.09.1989 - Vasco 1 x 0 Cruzeiro. Gol de Vivinho; 10.09 - 1 x 1 Coritiba (Vivinho); 17,09 - 2 x 1 Santos (Bebeto e Marco Antônio "Boiadeiro"); 24.09 - 2 x 2 Bahia ( Bismarck (2); 01.10 0 x 0 Fluminense; 04.10 4 x 1 Goiás (Mazinho, Bebeto, Célio Silva e Bismarck); 08.10- 3 x 1 Grêmio-RS (Bismarck (2) e William): 18.10 - 0 x 1 Palmeiras; 21.10 - 0 x 0 Portuguesa-SP; 25.10 - 1 x 0 Sport (Tato); 29.10 - 0 x 0 São Paulo; 05.11 - 0 x 2 Flamengo; 11.11 - 2 x 2 Inter de Limeira-SP (Tita e Bismarck); 19.11 - 4 x 2 Náutico-PE (Cássio, Bebeto (2) e Bismarck); 26.11 - 1 x 1 Atlético-MG (Bismarck); 29.11 - 2 x 2 Botafogo (Tita e Sorato); 03.12- 1 x 0 Corinthians (Sorato); 10.12 - 2 x 0 Internacional-RS (Bebeto (2); 16.12 - 1 x 0 São Paul (Sorato).

4 - Edmundo bateu o recorde de gols do Campeonato Brasileiro-1997, com 29 tentos, deixando para trás Reinaldo, do Atlético-MG, que havia marcado 28, em 1975. Eis as bolas nas redes mandadas pelo "Animal": 16.07.1997 – (1) – Vasco 2 x 1 Corinthians; 03.08 – (1) Vasco 3 x 1 Fluminense; 17.08 - (1) - Vasco 3 x 0 Bragantino-SP; 30.08 – (2) – Vasco 3 x 2 Sport-PE; 11.09 – (6) – Vasco 6 x 0 União São João-SP; 14.09 – (1) – Vasco 2 x 4 Vitória-BA; 20.09 (2) – Vasco 4 x 1 Paraná; 28.09 – (1) – Vasco 2 x 1 Portuguesa de Desportos; 01.10 – (1) –Vasco 2 x 1 Palmeiras; 05.10 – (1) – vasco 2 x 1 Atlético-PR; 11.10 - (3) –Vasco 3 x 1 Coritiba; 26.10 – (2) – Vasco 4 x 3 Criciúma-SC; 02.11 - (2) –Vasco 3 x 1 Bahia. 14.11 – (1) – Vasco 3 x 0 Joinville-SC; 26.11 – (1) – Vasco 2 x 1 Portuguesa de Desportos; 03.12 (3) - Vasco 4 x 1 Flamengo.

5 - O grande estrago feito pelo “Animal” diante do União São João mantém o recorde vascaíno de maior bagunça no filó em uma só jogo do Brasileirão. Antes, Roberto Dinamite havia feito cinco, em Vasco 5 x 2 Corinthians, em 4 de maio de 1980; Arthurzinho, quatro, em Vasco 9 x 0 Tuna Luso-PA, em 1984, e Romário, também, quatro, em 2001, contra o Guarani de Campinas. Vale citar, também, que o Vasco já dominou a artilharia do Brasileirão em oito oportunidades: 1974 - Roberto Dinamite, com 16 gols; 1978, Paulinho, 19; 1984 - Roberto Dinamite, 16; 1992, Bebeto, 18; 1997, Edmundo, 29; 2000, Romário, 20; 2001, Romário 21; 2005, Romário, 25. Detalhe: em 1984, o Vasco tornou-se o único disputante a ter o principal artilheiro e o vice, respectivamente, Roberto Dinamite, com 16 gols, e Arturzinho, com 14.

6 - Pinga é o quarto artilheiro da história do Vasco. Paulistano, José Lázaro Robles viveu entre 11 de fevereiro de1924 a 8 de maio de 1996. Em algumas estatísticas ele aparece com 250, e em outras com 232 gols, em 466 jogos. Como não havia preocupação com tais dados, antigamente, fica aí uma diferença de 18 gols para pesquisas. Pinga foi cruzmaltino de 1953 a 1962.

7 - Um dos maiores ídolos da torcida vascaína na década-1960, Pinga fez 19 partidas pela Seleção Brasileira, vencendo 13, empatando três e perdendo outras três. Marcou10 gols. Foi à Copa do Mundo-1954, na Suíça, entrando em dois jogos, com uma vitória e um empate. Deixou duas bolas no filó. A sua história canarinha registra os títulos do Campeonato Pan-Americano-1952, como atleta ainda da Portuguesa, e da Taça Oswaldo Cruz de 1950 e de 1955, como cruzmaltino. Então, com 250 ou 232 gols, ele é realmente, o quarto maior goleador vascaíno, suplantado por Roberto Dinamite, Romário e Ademir Menezes. O “Animal” Edmundo tem só 135, igualado a Sabará.

8 - Vasco e Goiânia se enfrentaram apenas em quatro oportunidades pelo Brasileirão: 17.09.1975 - Goiânia  2 X  1 Vasco, no Serra Dourada; 12.09.1976 - Goiânia 2 X  4 Vasco, no Serra Dourada; 14.10.1976 - Vasco 2 X  2 Goiânia, em São Januário; 02.11.1977 - Goiânia  2 X  6 Vasco, no Serra Dourada. Antes disso, houve dois amistosos: 20.05.1971 - Goiânia 1 X  3 Vasco e 29.06.1975 - Goiânia 1 X  1 Vasco, além de um jogo pelo Torneio Leonino Caiado: 27.06.1973 - Goiânia 1 X  1 Vasco.  

9 - Em 2010, as "Meninas da Colina" faziam parceria com a Marinha, formando uma equipe com o nome oficial de Vasco da Gama/Marinha do Brasil. Havia jogos em que elas usavam a jaqueta cruzmaltina, em outros vestiam o alviazul da parceira. Assim, a moçada representou o Brasil no Campeonato Militar Mundial, voltando da França com o caneco na bagagem. Os resultados foram: 12.06. 2010 - Brasil 11 x 0 Bélgica; 14.06 - França 1 x 1 Brasil; 15.06 - Canadá 0 x 3 Brasil; 17.06 - Brasil 1 x 0 Holanda; 19.06 - Brasil 1 x 0 Coréia do Sul. Logo, Vasco campeão mundial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário