Vasco

Vasco

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

CALENDÁRIO DA COLINA - 16 DE FEVEREIRO

Quem não tem Gato (Félix), caça com o quê? Para o Vasco, não interessa. Mas, nesses casos, o "Time da Colina" vai à caça com Dinamite.
Foi o que rolou em 16 de fevereiro de 1986. Gato Félix, o goleiro do Goytacaz, pintou na Colina, pra defender a "cidadela" (como diriam os locutores de antigamente) do time campista, mas não deu pra ser tão esperto. Três explosões do Dinamite – aos 3 e aos 18 minutos do primeiro tempo, e na penúltima bola do jogo, aos 44 do segundo, além de dois tapinhas do "Baixinho" Romário no filó, aos 15 minutos da etapa inicial e aos 24 da final, além de mais uma mordidinha de Gersinho, no segundo minuto do segundo tempo, fizeram-lhe de rato na ratoeira.
Tudo de primeira. Valeu pela primeira rodada do primeiro turno do Campeonato Estadual-RJ aquela primeira vitória vascaína na temporada, no primeiro dia da semana, o domingão.
Wilson Carlos dos Santos apitou e 6.893 almas viram tudo, em São Januário. Antônio Lopes era o treinador cruzmaltino e a sua rapaziada era: Acácio; Paulo Roberto, Donato, Moroni e Lira, Vítor, Mazinho e Gersinho; Mauricinho, Roberto Dinamite e Romário.
 
COSTELAS TRICOLORES - Com 20 voltas do ponteiro do relógio do árbitro Luís Carlos Félix, o glorioso Cláudio Adão arrancou a primeira costela dos tricolores. Quatro minutos depois, Roberto explodiu mais uma. E mais uma, faltando cinco minutos para o final da primeira parte da "sessão-tortura". Na segunda fase, Rômulo remou para mais uma crueldade, aos 8 minutos. Por fim, Roberto dinamitou a última vértebra da tricolada, aos 37.
Foi assim que os cruéis vascaínos escreveram a história dos 5 x 3 sobre o Fluminense, no sabadão  16 de fevereiro de 1985, pela primeira fase do primeiro turno do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro. O clássico rolou no Maracanã e foi assistido por 18.159 pagantes.
 O meia-atacante vascaíno da década-1970, Eduardo Antunes Coimbra, o Eduzinho, era o chefe da moçada que bateu no Flu, isto é: Acácio; Edevaldo, Donato, Nenê e Aírton; Vítor, Geovani e Cláudio Adão (Oliveira); Mauricinho, Roberto Dinamite e Rômulo (Gilberto).
(Foto de Roberto Dinamite reproduzida do arquivo do Jornal de Brasília). Agradecimento.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário