Vasco

Vasco

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

CALENDÁRIO DA COLINA - FEVEREIRO, 21

Está no caderninho: em 21 de janeiro de 1945, o Vasco goleou o São Paulo Railway, por 9 x 1, amistosamente, em um domingo, em São Januário. Há quem pense se tratar do atual São Paulo Futebol Clube, em sua fase passada. Nada disso. O atual "Tricolor do Morumbi" é filho do chamado São Paulo da Floresta. Explicado?  Então, fica assim: 
 
1 - VASCO 9 X 1 SÃO PAULO RAILWAY foi o único jogo entre os dois. 2 - O Vasco encarou o São Paulo da Floreta entre 13 de maio de 1930 e 8 de agosto de 1934, em nove ocasiões, com cinco vitórias vascaínas (55,56%), um empate (11,11%) e 18 gols marcados. 3 - Com o atual São Paulo Futebol Clube, os duelos iniciaram-se em 4 de junho de 1940, e já são 96, com 34 vitórias cariocas (35,42%), três a mais do que o rival. Vale ressaltara que o outro São Paulo que aparece nas estatísticas vascaínas é gaúcho, da cidade de Rio Grande. Já foram registrados quatro amistosos com ele, entre 24 der abril de 1940 e 29 de junho de 1977, com três vitórias da rapaziada da Rua General Almério de Moura e um empate.
 
VASCO 3 X 0 SÃO CRISTÓVÃO - Quando baixa o santo no terreiro da Colina, é demais. Por exemplo?  No 21 de fevereiro de 1979, a moçada mandou o "Santo"e rezar três “eu pecador” e zero ave marias”. No confessionário do Maracanã, em uma quarta-feira, pelo primeiro turno do Campeonato Estadual Especial. A castigo divino teve 9.575 fiéis presentes, o “dízimo” de Cr$ 353.145,00 e o apito de  Arnaldo César Coelho.  Washington Oliveira, aos 21,  e Guina, aos 31minutos do primeiro tempo, além de Ramón, aos  35 do segundo, infernizaram, para estes infernais:  Leão; Orlando ‘Lelé”, Abel,  Geraldo e  Marco Antônio (Gaúcho), Helinho e Paulo Roberto; Guina, Wilsinho (Zé Mário), Ramón e Washington Oliveira.
 
VASCO 2 X 0 AMÉRICA-RJ -  Rolava a primeira fase do Estadual, a Taça Guanabara, em uma quarta-feira, quando  a "Turma da Colina" ralou os chifres do "Diabo".  O fogo daquela vitória foi aceso, no verdejante gramado  do Maracanã, esquentando 16.501 almas, que escutaram o apito de Sérgio Cristiano do Nascimento. Alcir Portella era o treinador e a sua patota que mando tudo pro inferno tinha: Acácio; Luis Carlos Winck (foto) , Marco Aurélio, Quiñonez e Mazinho; Andrade, William (Roberto Dinamite), Tita e Bismarck; Bebeto e Sorato (França). Detalhe infernal: quando o Diabo atenta, até um sujeito calmo, tranquilão, mórmon, como o Tita, terminou expulso de campo.
                                                          
VASC0 5 X 0 RIO NEGRO-AM - Nesta aí, a rapaziada escureceu o Rio Negro, deixando o time amazonense turvo, durante a noite daquele 21 de fevereiro, uma quinta-feira, quando desaguou na Colina. Caiu na rede do "Bacalhau" malvado.
O jogo valeu pela primeira fase da Copa do Brasil-1991 e o apito foi de Carlos Alberto Muniz Valente. Antônio Lopes (foto) era o treinador e, entre os seuss "pescadores", o pernambucano Zé do Carmo, que não era muito disso, foi às redes por duas vezes, aos 37 minutos do primeiro tempo e aos 29 do segundo – Sorato, aos 41 da etapa inicial;  tempo; Júnior, aos 3, e Luciano, aos 45 da fase final completaram a conta cobrada por: Acácio: Ayupe, Jorge Luís, Tosin e Eduardo; Luisinho Quintanilha, Roberson e William (Luciano). Sorato e Tiba (Júnior) 
 
Outras vitórias vascaínas na data foram: 21.02.1943 - Vasco 1 x 0 Santos; 21.02.1957 - Vasco 1 x 0 Grêmio-RS; 21.02.1968 – Vasco 2 x 1 Atlético-MG;  (Fotos de Antônio Lopes reproduzida do site do treinador). Agradecimento.


                                                                         
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário