Vasco

Vasco

quarta-feira, 8 de junho de 2016

O VASCO NOSSO DE CADA DIA - 08.06

A "Turma da Colina" tem presenças "são-januarienses" e títulos conquistados com questionamentos, nos 8 de junho. Fique sabendo como isso rolou e anote placares das ocasiões: 
VASCO 5 X 3 BOTAFOGO - O domingo rolava por São Januário. Concentrado, o time do Vasco esperava pelo Botafogo, naquele 8 de junho de 1941. Até então os dois rivais haviam se pegado por 33 vezes, com 13 vitórias cruzmaltinas e 12 empates, pelo Campeonato Carioca. O Vasco vinha sendo um time muito irregular  – 2 x 2 América (04.05); 2 x 6 Fluminense (11.05); 5 x 0; Canto do Rio (18.05); 5 x 2 São Cristóvão (25.05); 0 x 1 Flamengo (01.06). O alvinegros de General Severiano estavam melhores, somando três triunfos. No entanto, quando a boa rolou, Orlando foi o nome do jogo. Marcou três tentos, e Villadoniga e Armandinho completaram o placar. Por ali, os dois se igualaram em vitórias e derrotas, duas para cada lado. Treinado pelo gaúcho Telêmaco Frazão de Lima, a equipe vascaína foi: Chiquinho; Jahu e Florindo; Figliola, Dacunto e Argemiro; Armandinho, Carlos Leite, Villadoniga, Gonzalez e Orlando – este, autor de três gols, da família Rosa Pinto, esteve são-januariense entre 1932 a 1942, tendo sido campeão carioca, em 1934 e em 1936. Era tio de um dos grandes craques da Colina, Jair Rosa Pinto. 
VASCO 1 X 0 RIO BRANCO-AC - O 8 de junho de 1982 caiu em uma terça-feira e a rapaziada jogou, pela primeira vez, no Acre. Cláudio Adão foi o homem-gol do time dirigido por Antônio Lopes, que apresentou-se, amistosamente, no Estádio José de Melo, na capital acreana. Depois daquela partida, a rapaziada voltou mais duas vezes ao Acre – em 22 de julho de 1988, venceu o Independência, no mesmo estádio, por 3 x 0, com gols de Vivinho, Sorato e Bismarck – Acácio (Régis); Cocada (Paulo Roberto), Fernando (Célio Silva), Donato e Mazinho (Lira); Zé do Carmo, Josenílton e Bismarck; Vivinho (Tiba), Sorato e William (Osvaldo) – e em ....
CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL-2011 - Com esta conquista, o Vasco fechou a conta dos torneios importantes do futebol nacional. Só não foi campeão da Taça Brasil, disputa que rolou entre 1959 e 1968 e que era a mesma coisa da atual Copa do Brasil. Só mudou de nome. Assim, a “Turma da Colina” tinha estes 23 títulos de campeão do futebol carioca, todos conquistados com  totais "indiscutibilidades", como vamos conferir nesta estatística: 1923/24/29/34/36/45/47/49/50/52/56/58/70/77/82/87/88/92/93/94/98/2003/2015); do  Torneio Rio-São Paulo (1958/66/99); do Campeonato Brasileiro (1974/89/97/2000) e da Copa do Brasil (2011). Vale citar, também, a Copa Mercosul (2000), o Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões (1948) e a Taça Libertadores da América (1998), conquistas continentais.
Para ganhar Copa do Brasil-2011, o Vasco fez a final com o Coritiba, levando a melhor no maior número de gols marcados na casa do adversário, o Estádio Couto Pereira, em Curitiba O jogo foi na noite de uma quarta-feira, assistido por 31.516 pagantes que proporcionaram a renda de R$ 892.600,00. Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP) apitou e os gols cruzmaltinos foram marcados por Alecsandro, aos 11 minutos do primeiro tempo, e por Éder Luís, aos 12 da etapa final.  O time campeão, treinado por Ricardo Gomes, foi: Fernando Prass; Allan, Dedé, Anderson Martins e Ramon; Rômulo, Eduardo Csota, Felipe (Jumar) e Diego Souza (Bernardo); Éder Luís e Alecsandro.

CAMPANHA -   30.03 - ABC-RN 0 x 0 Vasco; 06.04 -  Vasco 2 x 1 ABC-RN ( gols de Alecsandro e de Bernardo); 13.04 -  Náutico-PE 0 x 3 Vasco (Dedé, Alecsandro e Bernardo); 27.04 - Vasco 0 x 0 Náutico-PE; 04.05 -  Atlético-PR 2 x 2 Vasco (Alecsandro e Diego Souza); 12.05 -- Vasco 1 x 1 Atlético-PR (Elton); 18.05 - Vasco 1 x 1 Avaí-SC (Diego Souza); 25.05 -- Avaí-SC 0 x 2 Vasco (Revson, contra) e Diego Souza; 01.06 - Vasco 1 x 0 Coritiba (Alecsandro); 08.06 -  Coritiba 3 x 2 Vasco (Alecsandro e Éder Luís).
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário