Vasco

Vasco

sexta-feira, 17 de junho de 2016

BELAS NA ESPORTIVA - YANA E SELMA

  Yana era apaixonada pelo balé, quando era uma garotinha. Chegou a assustar os pais. Depois, virou desportista, em 1954. E, de saída, venceu o torneio de arco e flecha, dos Jogos Infantis do Rio de Janeiro. Como não repetiu o feito no ano seguinte, mudou para o tiro ao alvo, embora não fizesse muito sucesso em casa. Seus pais viam a modalidade como “muito estúpida” para moças. Considerações à parte, valeu-lhe medalha de prata. Em 1957, como o seu colégio, o Anglo-Americano, preferiu ficar fora dos Jogos Infantis, para promover uma olimpíada interna, ela decidiu competir pelo Centro Israelita Brasileiro, do qual a sua família era membro.
Além do tiro ao alvo e do arco e flecha, Yana Purim praticava, também, a ginástica desportiva. O próximo esporte a experimenta-lo seria uma brincadeira chamada “aqualoucos”, isto é, de piruetas malandrinhas em saltos ornamentais. Fora das atividades desportivas, Yana, cujo nome é um derivativo do indígena Yara, aprendia a tocar violão e piano. Assim, como os malandros “aqualoucos”, quando precisava descolar um aumento de mesada, fazia um quitute caprichado para o pai. E flechava o bolso do coroa –Yana foi fotografada por Ângelo Gomes, para o Nº 81 da “Manchete Esportiva” de 8 de julho de 1957.
 
Yana was in love with ballet when she was a little girl. Arrived to scare parents. Then he turned sportsman, in 1954. And , departure, won the tournament archery, the JOGOS INFANTIS of Rio de Janeiro. How not repeated the feat the following year, changed the shooting, although not done very successfully at home. His parents saw the sport as "very stupid " for girls. Considerations aside, earned im a silver medal. In 1957, as his college, Anglo -American, chose to stay away from KIDS GAMES, to promote an internal Olympics, she decided to compete for the Brazilian Israelite Center, which was your family member .Besides shooting and archery, Yana Purim, also practiced the sport gymnastics. The next sport to try it would be a prank call "aqualoucos" , some pirouettes malandrinhas in diving. Out of sporting activities, Yana, whose name is a derivative of the indigenous Yara , learned to play guitar and piano. Thus, as rogues "aqualoucos" when needed take off an increase of allowance, made a neat delicacy for dad . And flechava the pocket of the crown.Yana was photographed by Angelo Gomes , to No. 81 of " Headline Sports " of July 8, 1957 .
 
  Ela trabalhava na Panair, mas não era aeromoça. Era moça aérea. Vivia no ar, subindo para bater forte e derrubar a bola do outro lado das quadras de vôlei. Da mesma forma, tirava os pés do chão e decolava para colocar a bola no aro do basquete. Com a mineirinha Selma Rezende era assim. Uma autêntica "Fera das Alterosas". Além das duas modalidades em que era craque, mostrava veneno, também, na seleção mineira de atletismo. Era daquele ofício. Quando voltava a Lavras, a sua cidade, levava medalhas para mostrar aos conterrâneos, como a de prata do Campeonato Brasileiro-1956, no arremesso do dardo, e a de ouro, buscada pelo Colégio Gamon, de sua terra, quando disputou os Jogos da Primavera do Rio de Janeiro. Selma excedeu: bateu o recorde do arremesso do peso. Na opinião desta "Fera das Minas", toda garota que jogava basquete, gostava do vôlei. E discordava dos que diziam que "bola ao cesto" não era esporte para moças. Garantia que qualquer modalidade bem praticada fazia era bem às meninas. Antes de ser do time de vôlei do Minas Tênis Clube, ela defendia a equipe basqueteboleira do Lavras Tênis Clube. Ela postou para esta foto da "Manchete Esportiva" de 13 de outubro de 1956, em que era apresentada como "Selma, a Tal em Qualquer Esporte". Está escrito assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário