Vasco

Vasco

quinta-feira, 2 de junho de 2016

O VASCO NOSSO DE CADA DIA - 02.06

Se o Vasco juntasse o tempo e reunisse os 2 de junho 1946, de 1951 e de 1996 em um mesmo dia, o garoto do placar pediria demissão. Com certeza! Marcando 18 gols, em três jogos, a rapaziada não lhe deixaria respirar. Dê uma sacada! 

VASCO 9 X 1 BONSUCESSO - Foi um terror. A rapaziada rezou uma novena nas redes rubro-anis. Era um domingo e o furdunço rolou no estádio da Rua Conselheiro Galvão, pelo Torneio Municipal-1946. Quem fez o “Bonsuça" ajoelhar? Lelé (3), Elgen (3), Santo Cristo (2) e Isaías, que já andavam embarcados no “Expresso da Vitória”, colocado nos trilhos pelo uruguaio Ondino Viera. Alzilar Costa apitou, a renda atingiu Cr$ 7.306,00 cruzeiros, os pagantes 1.000  e o time atropelador derrubou o adversário com: Barbosa, Rubem e Sampaio; Ely, Nilton e Jorge; Santo Cristo, Lelé, Isaias, Elgen e Chico.

CONFRONTO – O Vasco encarou o “Bonsuça” em nove edições do Torneio Municipal. Venceu seis, com cinco goleadas, empatou uma e derrapou em só uma. Eis as provas:  21.04.1938 – Vasco 6 x 2; 19.06.1938 – Vasco 1 x 2; 25.04.1943 – Vasco 2 x 1; 27.04.1944 – Vasco 3 x 0; 20.05.1945 – Vasco 6 x 0; 02.06.1946 – Vasco 9 x 1; 27.04.1947 – Vasco 6 x 1; 06.05.1948 – Vasco 0 x 0 Bonsucesso; 29.04.1951 – Vasco 6 x 0. 

VASCO 4 X 4 AMÉRICA-RJ - Esta série só tem registrado vitórias cruzmaltinas. Mas abre exceção para este empate.  Motivo: teve o sabor de triunfo. A "Turma da Colina" perdia, por 0 x 4, e foi buscar a igualdade no placar. Aconteceu pelo Torneio Municipal -1951.  Ainda bem que o ataque vascaíno era fatal, pois, naquela partida. a zaga aprontou uma lambança. Apitado por Lourival de Castro Gomes, o susto aconteceu no estádio da Rua General Severiano, com o “Diabo” abrindo três gols de frente no primeiro tempo. No segundo, o rolo rolou, e Vasconcelos (2), Lolô e Jair (na foto reproduzida de www.osgigantesdacolina.blogspot.com  - agradecimentos) tocaram fogo no "Diabo".  Não fora a primeira fez que aquele placar rolava com a moçada. Confira: 21.03.1943 – Vasco 4 x 4 Fluminense; 30.04.1950 - Vasco 4 x 4 Rio Grande-RS; 02.06.1951 – Vasco 4 x 4 América-RJ; 25.01.1953 – Vasco 4 x 4 Boca Juniors-ARG; 17.02.2007 – Vasco 4 x 4 Fluminense; 11.04.2007 – Vasco 4 x 4 Botafogo.

CONFRONTO –  O Vasco enfrentou o América em 12 oportunidades pelo também chamado Campeonato Metropolitano, por reunir só times da capital carioca (na época, também brasileira). Foram seis vitórias, com quatro “sacodes”, dois empates e uma deslizada. Confira: 27.04.1938 – Vasco 6 x 1; 26.06.1938 – Vasco 1 x 1 América; 06.06.1943 – Vasco 2 x 3; 27.05.1944 – Vasco 3 x 2; 24.06.1945 – Vasco 6 x 2; 26.05.1946 – Vasco 5 x 1; 13.04.1947 – Vasco 4 x 1; 09.06.1948 – Vasco 3 x 1; 02.06.1951 – Vasco 4 x 4 América. (segue na matéria abaixo). 

VASCO 1 X 0 CELTA-ESP - A data tem, também, uma vitória internacional. Amistosamente, na cidade espanhola de Vigo, durante excursão cruzmalitna aos gramados europeus,em 1955. O gol foi marcado por Pinga e o time jogou com: Gonzalez, Belline e Dario; Coronel, Adésio  e Jofre; Sabará Maneca. Ademir (Alvinho). Pinga e Parodi.
VASCO 5 X 1 MADUREIRA - Jogado em São Januário, valeu pela sexta rodada do segundo turno do Estadual-1996, a Taça Rio, em um domingo. O apito foi de Jorge dos Santos Travassos (RJ) e quem fez a festa foi Nilson, que saiu do banco dos reservas para a sua glória momentânea, por alguns dias. Os gols vascaínos foram marcados por Assis, aos 39 minutos do primeiro tempo; Nilson, aos 4 e aos 10, e por Válber, aos 12 e 41 da etapa final. Carlos Alberto Silva era o treinador e os massacradores se chamavam: Carlos Germano; Pimentel (Zé Carlos), Sidnei, Alex Pinho e Ronaldo; Leandro Ávila, Juninho Pernambucano (Zinho), Assis e Válber; Brener (Nilson) e Alesssandro. OBS: o Madureira perdeu uma outra vez para o Vasco, em um 2 de junho: 1 x 0 , em 1968, no Maracanã, pelo Campeonato Carioca, com gol de Valfrido. CONFRNTO – O Vasco já encarou o “Madura” em 137 ocasiões, apresentando um cartel de 105 vitórias, 21 empates e um “time de quedas”, tendo marcado 380 gols e sofrido 121. O último pega foi em 11 de março de 2012, em São Januário, com 3 x 0 na caçapa do “ Tricolor Suburbano”. 






 

 
 

 

 


 


 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário