Vasco

Vasco

domingo, 31 de janeiro de 2016

DOMINGO É DIA DE MULHER BONITA - BIA FIGUEIREDO, 1ª BRASUCA NA F-INDY

Paulistana, nascida em 18 demarço de 1985, Ana Beatriz Caselato Gomes de Figueiredo, a Bia, é a única mulher brasileira a correr na Fórmula Indy. Filha do psiquiatra Jorge Cesar Gomes de Figueiredo com a dentista Marcia Regina Ribeiro Caselato Gomes de Figueiredo, ela começou a viver o mundo da volocidade aos oito anos de idade, pilotando um kart. E aquilo não tinha nada a ver com os hábitos de sua familia. Simplesmente, seu pai a levou a uma prova, ela gostou e teve o apio deles para encarar.
 Quando olha para trás, assistindo aos filmes de provas antigas, Bia vê os pilotos sem nenhuma segurança dentro dos carros, entre 1970 a 1999. Por isso admira  Emerson Fittipaldi, Ronie Peterson, Niki Lauda, Jack Icx, Clay Ragazoni, Jean-Pierre Beltoise, toda aquela turma que fez história nas pistas.
Fora dos autódromos, Bia é uma mulher com os mesmos hábitos da maioria delas. Gosta de se arrumar e se ver bonita no espelho. Mas jura que demorou para ficar mais vaidosa, embora se definacomo “bem discreta”. Adora pintar as unhas em cores sempre diferentes e tenta ir para o autódromo bem arrumada, com escova no cabelo.
Os caros da Fórmula Indy pesam por volta de 770 quilos e não são euquipados com direção hidráulica. Para controlar o seu bólido, Bia precis fazer muita musculação, três horas, de cinco a seis vezes por semana. Além de exercícios  cardiorrespiratórios.
Embora seja a prmeira brasuca na F Indy, Bia não foi a primeira mulher ao volante no mundo das pistas. Na  Fórmula-1, a pioneira e foi a italiana Lela Lombardi - Maria Grazia Lombardi, nascida em Frugarolo, em 26 de março de 1941 e que viveu até 3 de março de 1992. Ela disptou os GPs  da Grã-Bretanha, em 1974,  pela Brabham, e da Espanha, em 1975, quando obteve a melhor colocação feminina na categori, o sexto luga que valeu-lhe meio ponto. É a única “Eva” a mrcar ponto na F-1. Bia nunca demonstrou intenção de chegar à categoria. (Fotos divulgação). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário